Doria vai à polícia após receber ameaças de bolsonaristas

Governador de São Paulo diz ter recebido ameaças por telefone



O criminalista Fernando José da Costa, advogado do governador de São Paulo João Doria, apresentou à Polícia Civil neste sábado, 28, representação por crime de ameaça por causa de mensagens enviadas ao celular do chefe do executivo paulista. No documento, o defensor de Doria pede que sejam realizadas diligências para identificar os titulares dos números que enviaram as ameaças ao governador e solicita a quebra de sigilo para interceptação telefônica e telemática dos suspeitos.


Doria já havia registrado boletim de ocorrência nesta sexta, 27, pouco antes das duas horas da madrugada, apontando ter recebido ameaças de morte e de invasão de sua casa. Os ataques levaram a Casa Militar do Palácio dos Bandeirantes a cercar a residência do emedebista nos Jardins.


Na representação apresentada à Polícia neste sábado, Cota diz que as mensagens enviadas ao celular de Doria 'traziam em seu teor dizeres não apenas ameaçadores, mas também atentatórios à honra objetiva e subjetiva' do governador.


A principal mensagem destacada no documento, que caracterizaria o delito de ameaça contra o governador é 'Doria libera os comércios para trabalhar que senão vamos para a porta da tua casa'. O texto foi enviado por um número em cuja foto de Whatsapp 'aparece um indivíduo ainda não identificado fazendo um sinal positivo e abraçado ao Senador Major Olímpio'.


"O dolo em ameaçá-lo já se mostra devidamente configurado, haja vista a perpetração de ameaça direta e condicional. A seriedade e mesmo a idoneidade dos dizeres ameaçadores tampouco podem ser contestados, pois a partir o termo "vamos" presume-se que o indivíduo arquitetará uma ofensiva coletiva à casa do Governador, fator este que não pode ser desprezado na análise da subsunção dos fatos ao modelo típico previsto em lei".


O texto indica reforça que Doria manifesta interesse na persecução criminal dos envolvidos, ou seja, processá-los criminalmente.

22 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest