banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Museus virtuais: um passeio pela arte e cultura brasileira

Ministério do Turismo indica opções de espaços online onde é possível apreciar um pouco mais dos acervos nacionais

Em tempos de restrições ainda impostas pela pandemia do novo coronavírus, a tecnologia permite que turistas do Brasil e de todo o mundo conheçam uma grande variedade de acervos de museus do país disponível na internet. A partir de uma parceria junto ao Google Arts & Culture, importantes espaços da arte e da cultura nacional proporcionam uma verdadeira imersão nas suas produções.


É o caso do Museu de Arte de São Paulo. Fundado em 1947 na Rua 7 de Abril da capital paulista pelo empresário Assis Chateaubriand, o local, hoje instalado na Avenida Paulista, reúne pinturas, esculturas, fotografias e o vestuário de diversos períodos. O Museu é fruto de um projeto da arquiteta ítalo-brasileira Lina Bo Bardi, um marco na história do gênero do século 20.


Outra opção, também proveniente da capital paulista, é a Pinacoteca do Estado de São Paulo. O Museu, o mais antigo de arte da cidade, aborda, principalmente, a produção brasileira do século XIX. Fundado em 1905 pelo Governo do Estado, localiza-se no antigo prédio da Escola de Artes e Ofícios e abriga cerca de 9 mil obras.


São Paulo também proporciona o Museu da Casa Brasileira. Ligada à Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, a instituição é a primeira do país especializada em design e arquitetura, tendo se tornado referência nacional e internacional nos dois temas. A coleção engloba móveis e objetos de decoração que datam de aproximadamente três séculos.


Já o Museu Nacional do Rio de Janeiro oferece visitas virtuais que permitem conhecer o acervo disponível até o incêndio de 2018, além dos planos de recuperação do espaço. Vinculada ao Ministério da Educação, trata-se da mais antiga instituição científica do Brasil e o maior museu de história natural e antropológica da América Latina, criada por D. João VI em 1818.

Da capital fluminense, também é possível passear virtualmente pelo Museu de Arte Moderna. Fundado em 1948, o local desempenhou um importante papel na produção artística brasileira, por sua importância como centro difusor de cultura. Suas coleções somam cerca de quinze mil obras, entre esculturas, pinturas, fotografias, instalações e mídias contemporâneas.


O Museu Nacional de Belas Artes constitui outra opção carioca. Criado oficialmente em 1937 pelo então presidente da República, Getúlio Vargas, ele guarda um acervo de 70 mil artigos, a exemplo de desenhos, gravuras, esculturas, objetos, documentos e livros. É considerado o museu de arte mais importante do país, situado no Centro Histórico do Rio de Janeiro.


De Brumadinho (MG), por sua vez, o Instituto Inhotim, a 60 quilômetros de Belo Horizonte, exibe uma coleção internacionalmente reconhecida. Apontado como o maior museu a céu aberto do mundo, o espaço reúne galerias dedicadas a exposições individuais e obras externas permanentes. O local conta com mais de 700 trabalhos de cerca 200 artistas de diferentes países.

Já em Recife (PE), o Paço do Frevo exibe conteúdos ligados ao ritmo que embalou a formação da identidade cultural da capital pernambucana. Um lugar destinado ao estudo e à vivência do universo do gênero, reconhecido como Patrimônio Imaterial da Humanidade pela Unesco. O espaço proporciona ao visitante a chance de experimentar o Carnaval recifense durante todo o ano.


FUTEBOL - Para matar a saudade do esporte, que tal percorrer virtualmente o Museu do Futebol de São Paulo? Instalado no Estádio do Pacaembu, o espaço transcende à história do jogo, abordando a trajetória do povo brasileiro e permitindo saber de que forma os costumes e comportamentos da população são intimamente ligados à trajetória da modalidade.


MTur

28 de novembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Contato

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: 41.8713-4418

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest