MP denuncia delegado por duplo feminícído por matar a mulher e enteada

Erick Busetti está preso no Complexo Médico de Pinhais



O delegado Erick Busetti, suspeito de matar a tiros a mulher e a enteada, em Curitiba, foi denunciado pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) por duplo feminicídio, nesta (20). Para os promotores, Ana Carolina de Souza e Maritza Guimarães de Souza não tiveram a chance de se defender. Erick Busetti está preso no Complexo Médico-Penal em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.


Maritza Guimarães de Souza, 41 anos, policial civil e sua filha, Ana Carolina de Souza, estudante, 16 anos, foram mortas no fim da noite de 4 de março, no bairro Atuba. O delegado confessou que matou a mulher com sete tiros e a enteada com seis. O casal estava em processo de separação há pelo menos um ano, segundo depoimentos de familiares e amigos.


Segundo informações da delegada Camila Cecconello, imagens de câmeras de segurança revelam que o casal discutiu por pelo menos três horas antes do crime e que Maritza tentou fazer as malas, o que indica que ela sairia de casa, o que não aconteceu. As imagens também revelam que adolescente foi agredida pelo padrasto dentro do quarto com chutes e tapas pouco tempo antes de morrer.

30 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest