Você sabe o que são arboviroses?


Crédito: AEN

Curitiba, março de 2020 – No verão aumentam as ocorrências de doenças transmitidas por mosquitos, como dengue, chikungunya e Zika. E quando o assunto é dengue, o Paraná poderá enfrentar a pior epidemia da doença na sua história. No estado, 37 pessoas já morreram por conta da doença. Segundo o último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria da Saúde do Paraná (Sesa), até o dia 10|3 foram registrados 52.652 casos confirmados da doença no estado, desde julho do ano passado.


Em relação à Chikungunya, o Paraná registrou 435 casos, sendo 17 em Curitiba e 9 em Maringá. O total de notificações de Zika foi de 137 sendo 7 na capital paranaense e 3 em Maringá, de acordo com dados da Sesa (Secretaria da Saúde do Estado do Paraná), publicados no boletim mais recente, no início de março.

O alto número de casos das doenças pode estar relacionado às condições climáticas do estado do Paraná, que são favoráveis à reprodução e desenvolvimento de focos (criadouros) e dispersão do mosquito Aedes aegypti. A transmissão dessas doenças acontece quando o Aedes pica uma pessoa infectada e acaba infectando também outra pessoa.


Outro aspecto importante em relação à dengue é que existem 4 tipos de vírus da doença e que cada pessoa pode ter os 4 sorotipos. "A infecção por um sorotipo gera imunidade permanente para ele. Por isso, é importante saber que mesmo o paciente imunizado por um dos tipos da doença, fica suscetível aos outros 3 tipos existentes. Tudo vai depender de qual vírus está circulando no ambiente. Para não vivenciar essa situação, é primordial manter as medidas de prevenção e segurança", explica Dra. Myrna Campagnoli do Frischmann Aisengart, laboratório que integra a Dasa.


A dengue é uma doença dinâmica e sistêmica, ou seja, tem cura. No entanto, para que haja cura, é preciso o cuidado específico já no diagnóstico. A maior preocupação em relação a essa doença é que os sintomas podem se agravar e levar a pessoa a óbito caso não tenha a intervenção médica específica e acompanhamento adequado.

Últimas Notícias