Prefeitura toma medidas para proteger idosos, grupo mais vulnerável ao coronavírus

Oficinas são suspensas e recomendação é para que pessoas acima de 65 anos evitem usar os ônibus em horários de pico

Crédito: Joel Rocha

A Prefeitura de Curitiba tomou uma série de medidas a fim de evitar a exposição de idosos a uma eventual transmissão do coronavírus. A faixa etária acima de 70 anos forma o grupo mais vulnerável à doença.


Órgãos que desenvolvem atividades com grupos da terceira idade suspenderam atividades. É o caso, por exemplo, das aulas do programa Idoso em Movimento, da secretaria municipal de Esporte e Lazer, e de atividades da Fundação Cultural de Curitiba e da Fundação de Ação Social (FAS), como oficinas de artesanato, dança e aulas de idiomas. A FAS tem cerca de 190 grupos com este tipo de atividade espalhados pela cidade.


A Secretaria Municipal da Saúde recomenda ainda que os idosos evitem sair de casa até que a transmissão de corona vírus diminua no país. Mais vulneráveis, os idosos formam o principal grupo de risco da doença.


As medidas foram tomadas após reunião do prefeito Rafael Greca com o secretariado, nesta segunda-feira (16/3).


O prefeito também instaurou um Comitê de Técnica e Ética Médica, que vai balizar as decisões do município em relação ao coronavírus.


“O comitê passa a orientar todas as minhas decisões no combate a essa pandemia que nos aflige”, disse o prefeito.


Ônibus

Com isso, a Urbs (Urbanização de Curitiba) está recomendando que idosos, a partir de 70 anos, evitem utilizar ônibus em horários de pico – de 6h às 9h; das 11h às 14h; e das 17h às 19h.


O coronavírus é transmitido de forma semelhante a influenza, pelas gotículas respiratórias, por tosse e espirros em curta distância ou pelo contato com objetos contaminados pelo vírus.


“É uma orientação preventiva, uma forma de resguardar essa população e evitar o contágio”, diz o presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto.


Outra recomendação é para que os usuários evitem comer nos ônibus ou higienizem as mãos com álcool gel antes de consumirem o alimento.


Por dia, 1,2 milhão de pessoas utilizam o sistema de transporte de Curitiba. Cerca de 60 mil têm acima de 65 anos. No mês, em média, são 1,78 milhão de pessoas nessa faixa etária.


Prevenção nos ônibus

Além da recomendação para os idosos, a Urbs e as empresas de ônibus vêm reforçando ações para prevenção do coronavírus no sistema de transporte coletivo da capital. A ideia é conscientizar a população para evitar o contágio e aumentar higienização de terminais, estações-tubo e ônibus.


O reforço na higienização dos ônibus e na limpeza dos veículos nas garagens já começou. Estão previstas também a instalação de recipientes com álcool gel para os cobradores e campanha informativa por áudio nos biarticulados e nas telas da Midiaplan nos veículos.


Cartazes informativos serão colocados em terminais, dentro dos ônibus e em postos de venda de créditos do sistema de transporte. Outra medida é o isolamento de bebedouros, localizados em terminais, em que os usuários bebem diretamente nas torneiras dos equipamentos.


Os ônibus e terminais, no entanto, vão operar normalmente, sem nenhum tipo de restrição em relação à aglomeração de pessoas.


A Rodoviária de Curitiba, local de grande fluxo de passageiros, por onde passam cerca de 18 mil pessoas por dia, também terá áudio e cartazes com informações sobre prevenção. O terminal já implantou 12 dispensers de álcool gel para os passageiros.


Veja como se prevenir

- Lavar as mãos com frequência com água e sabonete líquido ou higienizá-las com formulação alcóolica a 70%, principalmente antes de consumir algum alimento.

- Utilizar lenço descartável para higiene nasal.

- Cobrir nariz e boca (pode ser com o cotovelo ou com lenços descartáveis) quando espirrar ou tossir.

- Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca, e sempre higienizar as mãos após tossir ou espirrar.

- Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos, garrafas, canudos, cigarros ou batons.

- Manter ambientes bem ventilados, evitar contato próximo com pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença.

- Evitar contato próximo com animais silvestres e animais doentes em fazendas ou criações.

- Pessoas com sintomas de infecção respiratória aguda devem praticar etiqueta respiratória (cobrir a boca e nariz ao tossir e espirrar, preferencialmente com lenços descartáveis e após higienizar as mãos).


Fonte: Prefeitura de Curitiba.

21 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest