TJ-PR manda processos de Richa para Justiça Eleitoral

Decisão da 2ª Câmara Criminal de ontem foi por unanimidade



O Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) mandou quatro processos da Operação Quadro Negro para a Justiça Eleitoral. O ex-governador Beto Richa é réu nas ações por crimes como corrupção e lavagem de dinheiro. A decisão da 2ª Câmara Criminal desta quinta-feira (12) foi por unanimidade.


A operação do Ministério Público do Paraná (MP-PR) investiga desvios milionários em obras de construção e reforma de escolas públicas no estado, entre 2012 e 2015. Os quatro processos que tiveram a competência questionada pela defesa do ex-governador estavam tramitando na 9ª Vara Criminal de Curitiba. A mulher de Richa e um filho também são réus em processos da operação. Em geral, a legislação eleitoral tem penas mais brandas.


Os desembargadores que votaram pela mudança de competência dos processos foram Francisco Pinto Rabello Filho (relator), José Carlos Dalacqua e Laertes Ferreira Gomes.

22 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest