PF desmantela quadrilha que traficava armas pelo correio

Armamento vinha do Paraguai e era despachado em Foz do Iguaçu



A Polícia Federal (PF) desencadeou na manhã de ontem a Operação Gun Express, para prender integrantes de um grupo especializado no crime de tráfico internacional de armas de fogo e munições. Segundo a PF, as armas entravam no país por Foz do Iguaçu – vindas do Paraguai – e eram transportadas pelos Correios escondidas em equipamentos para treinamento de artes marciais.


A estimativa é de que o grupo remeteu e transportou, desde o ano de 2016, mais de 300 armas de fogo, investindo cerca de R$ 2 milhões na compra do armamento. Mais de 300 policiais federais cumpriram 62 mandados de busca e apreensão e dez de prisão preventiva nos Estados do Paraná, Bahia, Rio Grande do Norte, São Paulo, Paraíba, Sergipe, Santa Catarina, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul.


Os policiais apuraram que pessoas nos Estados do Paraná, Bahia e Rio Grande do Norte, que integravam a quadrilha, atuavam em associação na importação, guarda, remessa e transporte de armas de fogo, acessórios e munições. Todo material teria como destino outros Estados, com destaque para Bahia e Rio Grande do Norte. A PF chegou também a apreender armas, que eram transportadas escondidas nos tanques de combustíveis de veículos.

Publicidade

Últimas Notícias

4 de Março de 2021

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

   CONTATO:

         E-mail: redacao@jornale.com.br

         CEL: (41) 9.9978-9956

Editorias

Editais Certificados

Siga Jornale

  • Pinterest
  • Tumblr Jornale