Maior feira de intercâmbio do mundo volta a Curitiba

Eduexpo será no dia 10 de março no Hotel Sheraton Four Points



Durante todo evento serão realizadas, gratuitamente, palestras de agências governamentais dos Estados Unidos, Canadá, França, Coreia do Sul, Austrália, Nova Zelândia, Alemanha, entre outros, sobre como sistemas educacionais, destinos, oportunidades de trabalho, acomodações, vistos, financiamentos, moeda, seguro de viagem e documentação. “Esperamos que o evento seja útil para mais pessoas e que em 2020 o Brasil bata o recorde de estudantes que vão morar fora com o objetivo de aperfeiçoar os seus estudos. Estimamos um crescimento de 20% em relação ao ano passado”, complementa Daniela, especialista global no segmento e diretora de Operações para o Brasil da EDUEXPO. Veja abaixo a programação completa das palestras gratuitas que serão realizadas pelas agências governamentais e instituições de ensino.


Daniela garante que estudar no exterior não é mais privilégio de quem tem alto poder aquisitivo e destaca que, ao retornar de uma viagem de estudos, quase a metade dos intercambistas (42%) aumentam as suas chances de emprego no Brasil. “Com planejamento, o intercâmbio cabe em todos os bolsos”, diz a especialista. “É possível fazer um curso de inglês na multicultural Toronto, de quatro semanas, por 12 prestações de R$ 280,00, incluindo taxas de matrícula e materiais didáticos.


Quem optar pela linda Dublin, capital da Irlanda, vai encontrar na EDUEXPO um curso de inglês de seis meses e meio com uma semana de residência estudantil, mais taxa de matrícula, materiais didáticos e transfer por 12 parcelas de R$ 1.186,00. Em Malta, um dos seis destinos mais procurados por intercambistas nos últimos anos, por oferecer a opção de estudar e trabalhar, um mês de curso pode ser pago em 12 vezes de R$ 432,00”.


Para esta edição (tradicionalmente a feira acontece em março e em setembro) – a EDUEXPO traz, entre outras novidades, as duas maiores escolas de cinema do Canadá – Vancouver Film School e Toronto Film School - e a mais conceituada escola de gastronomia do mundo, a Le Cordon Bleu, fundada em Paris em 1895.


Também já estão confirmadas a presença de instituições de ensino de primeira linha da Europa, Estados Unidos, Coreia do Sul, Canadá, Nova Zelândia e Austrália, como a University of Westminster, em Londres, que foi a primeira universidade politécnica da Inglaterra e berço do cinema britânico, famosa pelos cursos de Arquitetura, Filme, Negócios, Artes e Design e a Univeristy of California, de San Diego, considerada a 15ª melhor universidade do mundo. Além disso, agências educacionais dos governos do Canadá, Estados Unidos, França, Coréia do Sul, Nova Zelândia, Austrália, Dinamarca, Holanda e Alemanha estarão presentes.

Últimas Notícias