banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Michelle Moura e Maikon K apresentam novos solos em Curitiba

‘Enquanto Somos Humanos’ está marcado de 3 a 8 de março na Alfaiataria.

Entre os dias 3 e 8 de março (terça a domingo), os artistas Michelle Moura e Maikon K apresentam suas duas novas performances solo “Overtongue”e “Máquina Êxtase” às 20h. A proposta é que os dois solos sejam vistos em sequência pelos espectadores. As obras fazem parte da segunda etapa do projeto “Enquanto Somos Humanos”, que em 2019 já resultou em uma peça de mesmo nome na qual Michelle e Maikon dividiam a cena. Agora, os dois solos são apresentados individualmente, porém Maikon e Michelle colaboram entre si na interlocução da dramaturgia.


Neste projeto, continuam a investigação sobre a alteração de consciência, os limites entre humano e não-humano, mitologias, construção de realidades e produção de sensações.


Em Overtongue, Michelle Moura compõe paisagens corporais perpassadas pelo mecânico, alienado e grotesco. Com um vocabulário reduzido de sons e movimentos, dissociações físicas e vocais servem como matéria para a transfiguração, fazendo com que o familiar se torne cada vez mais desconhecido. Em tempos em que a palavra parece ter perdido fôlego e valor, em que é difícil distinguir a verdade da mentira, Overtongue é ora promessa de desintegração de statements, ora cemitério de intenções. Através de uma língua delirante, Michelle remete à “câmara de ecos” onde crenças e ideias já existentes são amplificadas pela repetição dentro de um sistema fechado.


Em Máquina Êxtase, Maikon K investiga o estado de êxtase como dissolução da identidade humana, uma experiência corporal que rompe os limites das convenções sociais e dos códigos morais. O êxtase é um dos grandes tabus de nossas sociedades: regulado e controlado, é uma promessa que nunca se cumpre, contida em cada produto à venda, nas falas de líderes políticos e religiosos, nos aplicativos de sexo, na publicidade, na estética. Partindo da imobilidade e de um olhar multifocal, o performer ativa uma estranha presença que modula interior e exterior, controle e descontrole, embriaguez e intensidade.


O ingresso custa R$ 10 (meia) e R$ 20 (inteira), dando ao espectador a oportunidade de assistir aos dois solos em sequência. O projeto é realizado com o apoio do Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura - Profice – Secretaria de Estado da Cultura – Governo do Estado do Paraná e possui o apoio da Copel.


SERVIÇO

Projeto Enquanto Somos Humanos - Etapa solos

Overtongue, de Michelle Moura

Máquina Êxtase, de Maikon K


Data: 03 a 08 de março, 20h – terça a domingo.

Local: Alfaiataria - Rua Riachuelo, 274 - Centro


Ingresso válido para as duas performances: R$ 10 (meia) e R$ 20 (inteira)

Vendas na bilheteria do local a partir das 19h.


FICHA TÉCNICA - OVERTONGUE

Criação e performance: Michelle Moura

Colaboração dramatúrgica: Maikon K

Residências: Fabrik Postdam (DE), STUK (BE). Coprodução: CND Pantin (FR), Vooruit (BE).

Distribuição internacional: Something Great.


MÁQUINA ÊXTASE

Criação e performance: Maikon K

Colaboração dramatúrgica: Michelle Moura

Residência: Programa InResidence Porto (PT).


EQUIPE TÉCNICA

Som: Kaj Duncan David

Luz: Nadja Naira

Espaço: Fernando Marés

Figurino: Faetusa Tirzah

Interlocução: Alejandro Ahmed

Produção: Greice Barros (Núcleo Produções Cultura e Desenvolvimento)

Assistência de produção: Janaína Micheluzzi

Design gráfico: Adriana Alegria

Desenho/arte: Manuela Eichner

Fotografia e vídeo: Eli Firmeza

Assessoria de imprensa e conteúdo de mídias sociais: Luisa Bonin e Thays Cristine (Platea Comunicação e Arte)


28 de novembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Contato

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: 41.8713-4418

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest