Motorista acusado de racismo se apresenta

Advogada diz que ele estaria passando por problemas psicológicos



O motorista do aplicativo de carona inDriver, Josivaldo Gualberto de Assis Júnior, acusado de enviar áudios com conteúdo racista para uma passageira, em Curitiba, se apresentou à Polícia Civil nesta segunda-feira, 17, por volta das 10h30. A mulher que recebeu as mensagens é negra e afirmou ter sido vítima de injúria racial por parte do motorista. Um inquérito foi aberto para apurar o caso.


Josivaldo chegou à delegacia acompanhado da irmã e mais dois advogados e foi liberado depois de ser ouvido no 7º Distrito Policial. De acordo com os advogados, ele estaria passando por crises psicóticas e um quadro depressivo. Este teria sido o motivo por não ter se apresentado antes à Polícia.


O motorista conseguiu o telefone da passageira no próprio aplicativo, que mostra o número do celular dos usuários. Segundo a passageira, as mensagens chegaram depois que ela cancelou a corrida por conta da demora do motorista. Ela abriu um boletim de ocorrência para relatar o caso.

25 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest