Ambulantes pedem para vender bebidas em eventos

Lei municipal prevê autorização especial para trabalhar



Representantes da categoria dos vendedores ambulantes estiveram na Câmara Municipal de Curitiba (CMC), ontem, pedindo apoio para que eles possam vender bebidas alcoólicas em grandes eventos realizados no município. Para isso, seria necessária uma atualização na lei municipal 6.407/1983, que regulamenta a atividade na capital, e proíbe aos ambulantes a comercialização de produtos alcoólicos.


Acompanhada de outros vendedores que ocupavam as galerias com faixas pedindo o apoio dos parlamentares, Elizete Pinto dos Santos foi autorizada pelo presidente da CMC, Sabino Picolo, a usar a tribuna da Casa durante o pequeno expediente da sessão plenária. Ela solicitou a legalização da venda de bebidas alcoólicas em eventos de grande porte, como o Carnaval, por exemplo. “Então diz que [ambulante] não pode vender bebida em Curitiba. Mas ‘peraí’, por que tem bar? Por que o supermercado vende, por que distribuidora vende? [Não podemos] só porque somos pequenos?”, questionou.


Elizete reclamou ainda da postura que a prefeitura estaria mantendo ao realizar as fiscalizações. “O que tá acontecendo é que fiscal está correndo atrás de nós como se fôssemos bandidos”, denunciou.

20 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest