banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

App Zul EstaR Digital já está nos celulares de 10 mil curitibanos

Moradores da capital já se preparam para a mudança no EstaR em Curitiba, que iniciará a operação eletrônica no mês que vem

SMCS

O início da operação do EstaR Eletrônico em Curitiba é só dia 16 de março. Mas o Zul EstaR Digital, aplicativo que os curitibanos podem usar para usufruir do estacionamento rotativo na capital, já atingiu a marca de 10 mil downloads nas lojas Google Play e Apple Store, nesta quarta-feira (12). Os curitibanos já estão baixando o app para ver como o sistema funciona, cadastrar as placas dos seus veículos e se acostumar com esta nova etapa do estacionamento rotativo, que deixará de utilizar os cartões em papel no dia 11 de maio.


Nesta semana também, a Superintendência de Trânsito (Setran) iniciou a instalação de 3.500 placas na zona central de Curitiba, que vão substituir as antigas placas do EstaR e orientar o motorista em relação ao novo sistema eletrônico. Nas placas novas há um QR Code, onde a pessoa pode ler o código com o celular e ver os aplicativos homologados pela Urbs para operar o EstaR, entre eles, o Zul EstaR Digital Curitiba.


Como estacionar de forma eletrônica?


O estacionamento eletrônico deverá facilitar muito a vida do motorista, principalmente para quem já estiver com o Zul EstaR Digital Curitiba instalado no celular, a placa do carro cadastrada no app e com os créditos comprados. Assim como os blocos de papel, o usuário poderá comprar quantos créditos quiser e já deixá-los armazenados no app.


Além dos meios de pagamento exigidos pela URBS – cartão de crédito e boleto bancário, o Zul EstaR Digital oferece a maior diversidade dentro do segmento, pois disponibiliza também cartão de débito, transferência bancária e as carteiras digitais Google Pay, Apple Pay e Masterpass.


Aí basta chegar na vaga que deseja estacionar, abrir o aplicativo e, com apenas dois cliques, ativar o estacionamento pelo tempo que desejar (uma ou duas horas, conforme o tempo regulamentado naquele local).


Caso a pessoa não esteja com o celular na hora, ou não tenha internet para comprar os crédito e ativar o estacionamento, poderá comprá-los em pontos de venda credenciados nas proximidades ou em totens, que serão espalhados na região do EstaR.


Quando o tempo de estacionamento estiver acabando, o aplicativo Zul EstaR Digital irá avisar o usuário, que terá a opção de voltar ao veículo e encerrar o uso da vaga, ou ativar mais uma hora de estacionamento, não ultrapassando as duas horas regulamentadas. Isto sem precisar sair do local onde estiver, como por exemplo a espera de uma consulta médica ou reunião de trabalho. É possível ativar a hora extra pelo celular, sem ir até o veículo. Caso o usuário precise estacionar em outra rua, precisará fazer uma nova ativação do estacionamento.


Fiscalização


O trabalho dos agentes da Setran também será eletrônico. Eles possuirão um aplicativo próprio, guiado por geolocalização, no qual verificam se aquela placa está com o estacionamento ativado. Caso contrário, será multado e informado via notificação do aplicativo. O artigo 181 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que fala de estacionamento irregular, prevê multa de R$ 195,23 e mais cinco pontos na carteira de habilitação do infrator.


Na regra atual, o infrator tem cinco dias úteis para regularizar a situação, comprando um bloco de cartões, para evitar a multa. Pelo EstaR Eletrônico, o infrator terá os mesmos cinco dias úteis, porém mediante o pagamento de R$ 30, pelo site da Urbs, e que não será revertido em créditos para estacionamento.


Preço


A Urbs anunciou nesta terça-feira, 11, que vai também mudar a forma como a tarifação é realizada. A novidade é que com o EstaR eletrônico é possível pagar pelo estacionamento fracionado: cada 15 minutos custarão R$ 0,75. Caso o motorista volte ao carro antes do previsto, ele pode desativar o estacionamento e ficar com o crédito restante guardado no Zul EstaR Digital, para usar em outro momento. Nesse novo modelo a hora cheia, que hoje custa R$ 2, passará a custar R$ 3.


Para mais informações sobre a mudança do serviço em Curitiba, a empresa disponibiliza o site https://zul.digital/estar-curitiba


Para instalar o app no celular, busque por “Zul EstaR Digital” nas lojas de aplicativos, ou utilize o link https://zul.digital/app/estar-curitiba

26 de novembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Contato

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: 41.8713-4418

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest