banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Mais da metade dos brasileiros que viajarão no Carnaval fugirão das grandes festas

O Ministério do Turismo separou alguns destinos para quem quer aproveitar a folia além dos blocos e trios

Ninguém pode negar que o Carnaval é uma das maiores festas populares do mundo. Mas nem todo mundo gosta de aproveitar os dias de folia nos tradicionais blocos, trios elétricos e sambódromos espalhados pelo país. Levantamento realizado pelo site Booking.com mostra que mais da metade dos brasileiros que irão viajar no período optaram por deixar os tradicionais destinos ligados à festa de lado.


É o caso da assistente social Mariana Matos. Para ela, o Carnaval é o período escolhido para meditar e relaxar. “Em tempos de rotina acelerada e sem tempo para pausas, aproveito o período para recolhimento. Acho interessante o espírito de alegria que contamina os foliões nessa época, mas prefiro a calmaria. Sempre vou ao Solo Sagrado de Guarapiranga, em São Paulo, em busca de paz, fé e equilíbrio. É o momento em que reservo para conectar-me comigo mesma e com minha espiritualidade”, explica.


Assim como Mariana, outros brasileiros irão descansar ao invés de pular Carnaval. Se você é um deles, a Agência de Notícias do Turismo selecionou alguns destinos no país para os que pretendem fugir dos grandes centros. Confira:


Timbó (SC)

A natureza e os esportes de aventura serão o mote da festa em Timbó (SC). O “Carnaval Aventura”, que este ano está com o tema “Sai da tela e vem viver”, fornecerá atrações para toda a família. Entre os pontos altos está a realização da famosa corrida de obstáculos “Kong Race”, que ocorre em um dos principais pontos da cidade, o Jardim Botânico. Ao todo, os competidores poderão curtir a folia nos 5 km de trilhas com obstáculos que a aventura oferece. Além disso, o local terá exposições fotográficas, workshop sobre grafite e a confecção de um grande painel com a arte dos participantes.


Brasília (DF)

Para os que buscam aproveitar o período para se conectar com a religião, Brasília (DF) realiza, anualmente, o “Rebanhão”. Com entrada gratuita, o evento recebe por volta de 10 a 15 mil pessoas durante os dias de celebração. Missas, shows musicais, pregações, palestras e apresentações de teatro e dança são as opções que os fiéis podem encontrar no feriadão na capital do país.


Delta do Paraíba (PI)

Se sua intenção é descansar à luz do sol, vendo as belezas naturais do país, o Delta do Parnaíba, localizado no Piauí, é uma ótima dica. Único delta em mar aberto das Américas e o terceiro maior do mundo - atrás apenas dos rios Mekong (Vietnã) e Nilo (África) -, o Delta é um arquipélago de 2.700 quilômetros quadrados formado por mais de 70 ilhas. Juntamente com Jericoacoara (CE) e os Lençóis Maranhenses (MA), faz parte da Rota das Emoções, um roteiro integrado que, como diz o nome, é pura adrenalina.


Diamantina (MG)

Agora, se a ideia é descobrir os sabores do Brasil, vale dar uma passada na histórica Diamantina, em Minas Gerais. A cidade mineira promoverá a segunda edição do “Gastro Folia”, evento que reúne bares, restaurantes, lanchonetes, padarias e similares. A festa tem o objetivo de valorizar a cultura gastronômica da cidade, estimular o fluxo turístico, além de incentivar economicamente o setor de alimentos, que apresentará pratos diferenciados e tematizados para os foliões durante o Carnaval.


Óbidos (PA)

Os turistas também podem conhecer um pouco mais da história e cultura das cidades brasileiras. Em Óbidos, no Pará, anualmente é realizado o Carnapauxis. A festa é Patrimônio Cultural do estado e fala sobre os primeiros habitantes da cidade, os índios Pauxis. Além disso, o município paraense oferta diversos pontos históricos, como a Fortaleza Pauxis, território construído para proteger o território conquistado por Portugal, e a Serra da Escama, que fez parte do plano de defesa nacional do final do Século XIX.


Independentemente de sol, praia, ecoturismo, turismo religioso, gastronômico ou de aventura, uma coisa é certa: vale a pena conhecer um pouco mais do país neste feriadão. Dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) apontam que a movimentação turística nos destinos brasileiros deve movimentar R$ 8 bilhões e gerar mais de 25 mil postos de trabalho temporário. O valor é o maior desde 2015, quando foram registrados R$ 9,07 bilhões durante a festa.


Fonte e foto: MTur

25 de novembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Contato

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: 41.8713-4418

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest