Ex-prefeito de Foz é condenado a 11 anos de prisão

Reni chegou a ser preso durante o processo e afastado do cargo



A juíza federal Flávia Hora Mendonça de Oliveira condenou o ex-prefeito de Foz do Iguaçu, Reni Pereira, a 11 anos e 4 meses de prisão e ao pagamento de multa que ultrapassa R$ 1 milhão. Inicialmente a sentença será cumprida em regime semiaberto.


É a primeira vez que o ex-prefeito é condenado no âmbito da Operação Pecúlio. As penas foram desdobradas em duas. Na primeira, Reni foi condenado por corrupção passiva e usurpação da função pública, com pena de 7 anos e 4 meses de prisão e pagamento de multa de R$ 374 mil. Na segunda, a condenação foi por fraude em licitação, com pena de 4 anos e multa de R$ 695 mil.


A denúncia contra Reni Pereira no âmbito da Operação Pecúlio foi proposta pelo Ministério Público Federal em agosto de 2016. Desde então ele tem se defendido no MPF e na Justiça Federal.

Últimas Notícias