Bebidas probióticas e saúde: qual a relação?

Os probióticos desempenham papel fundamental quando o assunto é saúde, bem-estar e imunidade. Pensando nisso, José Felipe Carneiro, cofounder da KHappy, conta porque os kombuchas são uma ótima opção para ingestão dos mesmos

Quando o assunto é saúde, é preciso pensar no corpo com um todo. E, para começar o reparo de dentro para fora, o melhor caminho é, sem dúvidas, a alimentação. Entre os alimentos e bebidas que podem dar uma força extra na nutrição, estão os probióticos.


Segundo a OMS, Organização Mundial da Saúde, os probióticos são “organismos vivos que, quando administrados em quantidades adequadas, conferem benefício à saúde do hospedeiro”. O consumo regular desses alimentos traz muitas mudanças positivas no corpo. Entre elas: fortalecimento da imunidade, melhor funcionamento intestinal e até mesmo redução do colesterol e auxílio na manutenção do peso.


Porém, existe uma grande barreira para o consumo dessas substâncias - ou, ao menos, existia. Na maior parte das vezes, as bebidas probióticas são derivadas do leite: kefir, iogurtes e o próprio leite fermentado. Dessa forma, incluir probióticos na dieta pode ser complicado, uma vez que 35% da população brasileira é intolerante à lactose, segundo dados da pesquisa Datafolha.


Bem-estar e saúde para todos


Diante desse cenário, José Felipe Carneiro, cofounder da KHappy Kombucha, traz uma boa notícia: as kombuchas são probióticas, porém, sem nenhuma restrição de consumo. “As kombuchas levam como base o chá verde ou preto. O processo de fermentação é feito com auxílio do açúcar e o Scooby. Como resultado, temos uma bebida gaseificada, saborosa, refrescante e cheia de benefícios para o corpo”, comenta.


José Felipe segue dizendo que as kombuchas não possuem restrição: são veganas, isentas de lactose e glúten. Para finalizar, o empreendedor elencou algumas das principais vantagens diante do consumo da bebida:


Disposição


As kombuchas fornecem energia e disposição. “Como o chá base da bebida é rico em cafeína, acaba trazendo um impacto positivo sobre a disposição e execução das atividades”, comenta.


Flora intestinal


Por ser probiótica, a kombucha trabalha na recolonização do intestino. “Esse é um processo extremamente importante. Quando recompomos a flora intestinal, combatemos infecções, alergias e também melhoramos a imunidade”, aponta José.


Variedade


A KHappy conta com diferentes sabores em seu cardápio, ampliando sua gama de clientes e oferecendo kombuchas para todos os gostos e finalidades. Saiba mais: www.khappykombucha.com

26 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest