banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Secretaria da Saúde esclarece dúvidas sobre o novo vírus

A SMS informa que trata-se de um novo vírus, portanto o comportamento e evolução dos casos estão sob constante monitoramento das autoridades internacionais de saúde

Valdecir Galor/ SMCS

A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba (SMS) esclarece dúvidas da população sobre o novo coronavírus. Agente causador de uma infecção respiratória que pode ir de sintomas leves até quadros de maior gravidade, como a pneumonia.


Em 31 de dezembro de 2019, a Organização Mundial da Saúde (OMS) foi informada sobre a ocorrência de casos de pneumonia de causa desconhecida na cidade de Wuhan, na parte central da China. Em 12 de janeiro de 2020, a China divulgou a sequência genética de um novo coronavírus (2019-nCov).


De lá pra cá a doença se espalhou por alguns países, até esta quinta-feira (30/1) há confirmação de casos em 17 países, mas a maior concentração de ocorrências se mantém na China. A SMS acompanha junto ao Ministério da Saúde e autoridades internacionais da área as atualizações constantes sobre o novo vírus.


A SMS informa ainda que trata-se de um novo vírus, portanto o comportamento e evolução dos casos estão sob constante monitoramento das autoridades internacionais de saúde. Procure informações em fontes oficiais.


A seguir, uma série de perguntas e respostas para esclarecer sobre o novo vírus:


Há casos confirmados do novo coronavírus em Curitiba?

Até o momento não.


O que é o novo coronavírus?

É um novo vírus da família coronavírus, chamado 2019-nCoV que tem causado doença respiratória, recentemente identificado na China.


Qual é a forma de transmissão?

As investigações sobre transmissão do novo coronavírus ainda estão em andamento, mas a disseminação é de pessoa para pessoa pelas gotículas respiratórias, por tosses e espirros em curta distância, ou contato com objetos contaminados.


Quais são os sintomas apresentados por uma pessoa que foi infectada pelo novo coronavírus?

Os sinais da infecção incluem sintomas respiratórios, febre, tosse e dificuldade para respirar, semelhantes a outras doenças respiratórias.


Existe tratamento para um novo coronavírus?

Até o momento não há antiviral específico recomendado para a infecção 2019-nCoV. As pessoas devem receber tratamento e cuidados de suporte para aliviar os sintomas.


Qual é o período de incubação deste novo coronavírus?

Ainda não há uma informação exata. Mas pelo acompanhamento da Organização Mundial da Saúde (OMS), presume-se que até o momento o tempo de exposição ao vírus e o início dos sintomas sejam de até duas semanas.


Qual é a definição de caso suspeito?

Febre acompanhada de sintomas respiratórios, associados às seguintes situações: viagem nos últimos 14 dias antes do início dos sintomas para área de transmissão local, China ou ter tido contato próximo com um caso suspeito ou confirmado.


Existe uma vacina para o novo coronavírus?

Não. Trata-se de um novo vírus, portanto ainda não há vacinas.


Tomei a vacina contra a gripe e/ou contra pneumonia. Estou protegido contra o novo coronavírus?

Não. A vacina da gripe protege somente contra o vírus influenza, a vacina contra pneumonia protege contra doenças causadas pela bactéria pneumococo. O 2019-nCoV é um novo vírus.


O que a pessoa pode fazer para se proteger?


Lavar as mãos com frequência, ou utilizar álcool 70%, principalmente antes de consumir algum alimento.

Utilizar lenço descartável para higiene nasal.

Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir.

Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca, higienizar as mãos após tossir ou espirrar.

Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas.

Manter ambientes bem ventilados, evitar contato próximo com pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença.

Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.

Pessoas com sintomas de infecção respiratória aguda devem praticar etiqueta respiratória (cobrir a boca e nariz ao tossir e espirrar, preferencialmente com lenços descartáveis e após lavar as mãos).

Quais medidas a Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba para o enfretamento da doença?

Mesmo sem a confirmação de casos, Curitiba adotou medidas preventivas, como a capacitação de profissionais de saúde das redes pública e privada, elaboração de fluxo para conduta clínica de casos suspeitos, convocação do Comitê Municipal de Resposta às Emergências em Saúde Pública. Também há a realização de campanhas de orientação e prevenção voltada para a população.


Estive em viagem recente para a China, mas não tenho sintomas, qual a orientação?

Nos próximos 20 dias após o retorno da viagem fique atento para início de sintomas respiratórios, mesmo que leves, procure um serviço de saúde e informe, no início do atendimento, sobre a viagem.


Tive contato com alguém que esteve em viagem para a China, devo tomar alguma precaução?

Monitore o início de sintomas respiratórios nos próximos 20 dias, caso surjam, mesmo que leves, procure um serviço de saúde e informe já no início do atendimento sobre o contato.


Estou com sintomas respiratórios, mas não viajei para a China, o que devo fazer?

Procure um serviço de saúde para avaliação do quadro clínico, orientações e tratamento adequado. Pessoas com quadros respiratórios, seja qual for, devem sempre que possível devem evitar locais fechados e aglomerados.


Qual o nível de gravidade da doença?

Dados iniciais publicados pelas autoridades internacionais de saúde pública que monitoram os casos pelo mundo, indicam que a letalidade seja em torno de 3%. Até o momento foram registrados óbitos apenas na China, onde está concentrado o epicentro da doença.


Onde obter informações sobre o coronavírus?

Para esclarecimentos busque os canais de comunicação da Prefeitura de Curitiba e da Secretaria Estadual de Saúde do Paraná. Procure fontes de informações confiáveis, como órgãos públicos, e serviços de saúde.



Fonte: Prefeitura de Curitiba.

5 de dezembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

CONTATO:

         E-mail: redacao@jornale.com.br

         CEL: (41) 9.9978-9956

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest