Assassinato de Layane terá reconstituição

Miguel confessou ter assassinado a jovem no último dia 20



A Justiça autorizou a reconstituição do crime que matou a jovem de Layane da Silva, 19 anos. Ela foi encontrada morta, sem roupa, em um terreno baldio de São José diis Pinhais, a Região Metropolitana de Curitiba, no último dia 20 de janeiro. Layane estava sem parte das roupas e com sinais de violência e queimaduras. Miguel Angelo Duarte, de 24 anos, é o suspeito do crime. Ele confessou ter matado Layane e foi preso em 21 de janeiro.


A decisão do juiz substituto Rubens dos Santos Junior é desta quarta-feira, 29, e atende a um pedido da defesa. No despacho, o juiz informou que a defesa do suspeito alegou que "há lacunas a serem preenchidas nas investigações". Ainda não tem data para que a reconstituição ocorra.

30 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest