Militares venezuelanos são localizados em reserva indígena em Roraima

Segundo a nota, os militares estavam desarmados e foram conduzidos a Boa Vista, onde estão sendo entrevistados

Ministro da Defesa do Brasil, Fernando Azevedo e Silva Foto: REUTERS/Adriano Machado

Cinco militares venezuelanos foram localizados nesta quinta-feira (26) na terra indígena de São Marcos, no nordeste de Roraima, durante uma missão de reconhecimento e patrulhamento nas áreas de fronteira conduzida por unidades do Exército brasileiro, informaram os ministérios da Defesa e das Relações Exteriores em nota conjunta nesta sexta-feira (27).


Segundo a nota, os militares estavam desarmados e foram conduzidas a Boa Vista, onde estão sendo entrevistados. O Exército brasileiro intensificou o patrulhamento na região da faixa de fronteira, conforme a legislação.


O episódio da localização de militares venezuelanos em solo brasileiro ocorre dias após agressores terem atacado uma unidade militar no sul da Venezuela, roubando e matando um soldado, conforme autoridades do país vizinho.


Na ocasião, o ministro da Informação venezuelano, Jorge Rodríguez, disse que os autores do ataque receberam ajuda do presidente Jair Bolsonaro, o que foi negado pelo Ministério das Relações Exteriores do Brasil.


Rodríguez disse que seis pessoas foram presas em relação ao ataque no Estado de Bolívar, perto da fronteira com o Brasil. Ele acrescentou que os agressores foram treinados em “campos paramilitares na Colômbia” e receberam assistência de Bolsonaro. Ele, entretanto, não forneceu detalhes para amparar essas acusações.


Indagado sobre as acusações, o Itamaraty afirmou que: “o Brasil nega qualquer envolvimento no episódio”.


Fonte: Reuters

22 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest