banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Concurso premia crianças de Barracão, Curitiba e Paranaguá

A cerimônia de premiação e a abertura da exposição contaram com a presença de várias crianças e adolescentes que tiveram seus desenhos selecionados, acompanhadas por seus familiares e professores

O Centro Juvenil de Artes, da Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura, anunciou nesta quinta-feira (12) os vencedores do 1º Concurso Paranaense de Desenho durante solenidade no saguão de entrada do Palácio Iguaçu, local onde os 40 melhores desenhos selecionados ficam em exposição até o dia 19 de dezembro de 2019.


Os primeiros lugares foram para Miguel Taborda Ribas Leocardio, de Curitiba (infantil), e Vitória Regina Seibt Da Cas, de Barracão (juvenil). Ambos ganharam um certificado, troféu, a reprodução de suas obras e a premiação maior da tarde: um aparelho de videogame Playstation 4.


O vencedor da categoria infantil, Miguel Leocardio de 8 anos, diz gostar de desenhar desde muito pequeno. “São bailarinas dançando”, explica sobre o seu desenho, que pela originalidade e traços levou o prêmio principal. Para incentivar o talento do filho, os pais o matricularam em um curso de desenho recentemente. “Ele ama desenhar, tem uma imaginação muito fértil”, comentou o pai Anderson Leocadio.


Em segundo lugar ficaram Manuela Linck Rauber, de Paranaguá (infantil), e Tales Michelena Munhoz, de Curitiba (juvenil), que além do certificado, troféu e reprodução da obra, levaram pra casa uma máquina fotográfica digital. E na terceira posição, Kathellen Juliane Gonçalves da Silva, de Curitiba (infantil), e Maria Clara Bicalho Patzsch (juvenil), também de Curitiba, foram premiadas com um kit especial de desenho e receberam também certificado, troféu e reprodução das obras.


A princípio, Maria Clara Patzsch não queria se inscrever no concurso, mas incentivada pelos pais foi em frente e não se arrepende. Com o terceiro lugar na categoria Juvenil, a jovem de 14 anos gostou do desafio: “É bem divertido, vale muito a pena. A gente tem um impulso pra tentar fazer uma coisa maior, diferente dos outros”, comenta. Seu desenho selecionado, uma gralha azul estilizada, é fiel aos traços e estilo que desenvolveu desde que começou a desenhar. “Normalmente eu gosto de fugir um pouco da realidade e criar algo mais surrealista, algo que chame a atenção e que ninguém vê igual, como olhos grandes, ou criar algo novo. Eu crio muitos animais. Acho bem divertido criar espécies”, explica.


A cerimônia de premiação e a abertura da exposição contaram com a presença de várias crianças e adolescentes que tiveram seus desenhos selecionados, acompanhadas por seus familiares e professores.


As escolas também foram homenageadas pela comissão organizadora do concurso, que entregou um certificado para aquelas em que os alunos tiveram desenhos selecionados. Uma cópia dos troféus de primeiro, segundo e terceiro colocados também foi entregue para as escolas dos alunos premiados.


Para o diretor-geral da Secretaria de Estado da Comunicação e da Cultura, Fabrício Ferreira, a arte pode ser transformadora na vida das crianças. “Eu acredito que a cultura é o grande mote para a construção do caráter de uma criança. Nós temos relatos de professores que quando a criança está envolvida com essa parte artística, ela se transforma dentro da escola e consegue absorver muito mais os conteúdos. É uma outra criança quando tem o envolvimento com as artes.”


Emocionado em sua fala durante a abertura do evento, o diretor do Centro Juvenil de Artes, Luiz Gustavo Vidal Pinto, disse que estava muito feliz com o resultado do concurso e que as crianças “são a semente do amanhã”. Lembrou que o Centro Juvenil é a primeira escola de artes para crianças do Brasil, com mais de 65 anos. “É uma pérola do Estado do Paraná, onde colocamos nosso amor e nosso carinho no ensino das artes e à cultura.”


Não foi tarefa fácil selecionar os 40 melhores desenhos em meio a quase 600 inscritos, comentou uma das juradas que integrou a Comissão Julgadora, formada pelos artistas plásticos Alfi Vivern, Ariana Labre e Luiza Urban. “Prezamos bastante por pensar o tema e a personalidade do desenho. Não só a questão técnica, mas de ver uma pessoa desenhando e pensando por si só, e não muito presa ao tema ou a influências de outras pessoas”, explica Luiza Urban, que integrou a comissão e já foi aluna do Centro Juvenil de Artes por muitos anos.


Os 40 desenhos selecionados são de crianças e adolescentes de 20 cidades paranaenses: Apucarana, Assaí, Barracão, Colombo, Curitiba, Dois Vizinhos, Fazenda Rio Grande, Goioerê, Iretama, Mandaguari, Maringá, Nova América da Colina, Paranaguá, Paula Freitas, Pinhais, Pinhão, Piraquara, Santo Antônio da Platina, São José dos Pinhais e Sertanópolis. “A gente sempre foi conversando sobre as temáticas que apareciam nos desenhos e conseguíamos identificar um pouco do Paraná e de onde vinham as pessoas. E depois descobrir que selecionamos gente de vários lugares foi bem gostoso”, acrescenta Luiza.


SERVIÇO: Exposição do 1º Concurso Paranaense de Desenho do Centro Juvenil de Artes.

Período expositivo: de 12 a 19 de dezembro de 2019.

Local: Saguão de entrada do Palácio Iguaçu. Praça Nossa Senhora de Salette, s/n - Centro Cívico. Curitiba – PR.

Horário de visitação: Segunda a sexta-feira das 8h30 às 18h - Entrada gratuita.

28 de novembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Contato

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: 41.8713-4418

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest