Gaeco prende 10 PMs por cobrar propina de “muambeiros”

Operação ocorreu em quatro municípios da região Oeste



O Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Paraná (MP-PR), deflagrou ontem uma operação com mandados de prisão contra policiais militares suspeitos de desviar mercadorias apreendidas e de cobrar dinheiro para liberar “muambeiros”.


Segundo o Gaeco, foram cumpridos 12 mandados de prisão, sendo 10 contra policiais de Santa Terezinha de Itaipu, e outros dois contra pessoas que estavam envolvidas e colaboravam com o grupo investigado.


A operação também cumpriu 26 mandados de busca e apreensão. São 20 buscas em Santa Terezinha de Itaipu, incluindo a sede do Destacamento da PM, quatro em Foz do Iguaçu, uma em Cascavel e um mandado em São Miguel do Iguaçu, ambas no Oeste do Paraná.


De acordo com o MP-PR, o grupo é suspeito pelos crimes de peculato, corrupção passiva, falsidade ideológica, prevaricação e lavagem de dinheiro. Se condenados pela Justiça por todos os crimes, os policiais podem pegar mais de 30 anos de prisão. Segundo a PM, está sendo realizado um estudo de remanejamento de policiais da região para Santa Terezinha de Itaipu.

28 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest