Morre o jornalista e ex-deputado Airton Cordeiro

Cordeiro tinha 77 anos e havia sofrido um AVC



Morreu nesta quarta-feira em Curitiba, o jornalista e ex-deputado Airton Cordeiro. Ele estava hospitalizado há mais de um mês depois de sofrer um AVC e uma parada cardíaca. Cordeiro tinha 77 anos e deixa três filhos - Andrea, Adriana e Airton Filho) e netos.


Cordeiro iniciou a carreira como radialista em 1959, atuando em transmissões esportivas. Foi narrador, comentarista e executivo, trabalhando em várias emissoras da capital paranaense. Com o prestígio que obteve no rádio, passou a trabalhar, paralelamente, em emissoras de TV e jornais, quando, já na década de 1960, fazia transmissões esportivas na TV Paranaense e na década de 1970 foi editor do caderno de esportes do jornal Gazeta do Povo. Também foi editor do vespertino Diário do Paraná e comentarista político na TV Iguaçu.


Na política, Cordeiro foi eleito vereador de Curitiba pela Arena, em 1976. Em 1978, foi eleito deputado estadual, exercendo dois mandatos consecutivos na Assembléia Legislativa, entre 1979 a 1986. Em 1986, concorreu para a Câmara dos Deputados, sendo eleito e tornando-se o único deputado constituinte do PDT do Paraná na elaboração da Constituição de 1988.


Também foi candidato a prefeito de Curitiba, em 1988, já pelo PFL, mas renunciou em favor da entrada de Jaime Lerner na campanha, a poucos dias do pleito, vencido por Lerner, o mesmo que o levou para o PDT anos antes.

Últimas Notícias