banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Com segurança reforçada, Câmara aprova reajuste

Guarda Municipal impediu a entrada do público na sessão



Após debate que durou duas horas, foram confirmados, em segundo turno nesta terça-feira (19), os resultados dos três projetos de lei do Executivo em regime de urgência aprovados na véspera na Câmara Municipal de Curitiba (CMC). O número de pessoas dentro do Palácio Rio Branco, onde são realizadas as sessões plenárias, e no entorno da CMC, foi limitado por interdito proibitório a pedido da Prefeitura e deferido parcialmente pelo Tribunal de Justiça do Paraná.


O congelamento dos planos de carreira por mais dois anos, até o dia 31 de dezembro de 2021, foi aprovado por 21 a 9 votos (005.00219.2019) em segundo turno. A regulamentação da liberação sindical, com limites aos servidores atuando nas entidades com dispensa, foi aprovada por 17 a 7 votos, com duas abstenções (005.00217.2019). Já o reajuste de 3,5% aos servidores públicos municipais (005.00218.2019) foi aprovado por unanimidade com 32 votos favoráveis.


Foram sete os vereadores que debateram os projetos de lei nesta manhã. Professora Josete (PT), Noemia Rocha (MDB), Professor Euler (PSD) e Mestre Pop (PSC) reiteraram seu posicionamento da véspera, quando se opuseram ao congelamento das carreiras, por exemplo, pondo em dúvida as prioridades da atual gestão do Executivo. Mauro Ignácio (PSB), Serginho do Posto (PSDB) e Ezequias Barros (Patriota) defenderam as medidas da Prefeitura de Curitiba, fazendo o contraponto a quem criticou os projetos.

26 de novembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Contato

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: 41.8713-4418

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest