banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Acusado de matar jogador Daniel é condenado por receptação de carro roubado

Brittes foi condenado a um ano e quatro meses em regime semiaberto



Edison Brittes, acusado de matar o jogador Daniel, foi condenado por receptação de carro roubado pela 12ª Vara Criminal de Curitiba. A decisão, do juiz José Daniel Toaldo, é de 25 de setembro. Nesta ação, Brittes foi condenado a um ano e quatro meses de prisão em regime semiaberto. A defesa dele recorreu da decisão.


Edison Brittes está preso preventivamente desde novembro de 2018. Ele aguarda a decisão da Justiça sobre o caso do homicídio do jogador Daniel. De acordo com a sentença, Brittes foi flagrado no dia 6 de fevereiro de 2015 em posse de um carro fruto de roubo.


Segundo a denúncia do Ministério Público, Brittes comprou o carro sabendo que ele tinha sido roubado. De acordo com o MP, o carro foi roubado em outubro de 2014, em Porto Alegre.


A decisão do juiz afirma que Edison Brittes não apresentou comprovantes da compra do carro e apresentou versões com valores que não correspondiam ao preço de mercado do veículo.


"Não há dúvidas de que o acusado se encontrava em condições de saber que o veículo era procedente de crime, não havendo que se cogitar a prática do crime em sua modalidade culposa", diz a decisão.


A defesa de Edison Brittes afirmou que não vai se manifestar sobre o caso.

29 de novembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Contato

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: 41.8713-4418

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest