Startup curitibana cria mão eletrônica

A mão eletrônica deve custar R$ 4,9 mil para os interessados



A neuroengenheira curitibana Michele de Souza é CEO da Cycor Cibernética, startup da capital que lança, em dezembro, a mão eletrônica implantável e um exoesqueleto que permite a pessoas paraplégicas e tetraplégicas caminhar. As criações, que prometem mudar a vida de milhões de pessoas com deficiência física, foram apresentadas ao prefeito Rafael Greca, nesta sexta-feira (1º/11).


“Michele de Souza é um orgulho curitibano. Mais do que uma cientista, ela é um exemplo de que há pessoas que vêm ao mundo para melhorar a humanidade”, afirmou o prefeito.


Greca espera, inclusive, que a Cycor possa ser beneficiada pelo Fundo de Inovação, que começa a operar em 2020. “Este é o exemplo de inovação que queremos dar apoio”, reforçou o prefeito.

Últimas Notícias