Fortaleza pede anulação da partida contra o Flamengo

Durante lance que originou segundo gol teria duas bolas em campo



O Fortaleza protocolou, na tarde desta sexta-feira (18), ação no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) com pedido de impugnação da partida contra o Flamengo, realizada na última quarta-feira (16), no Castelão, e que terminou com vitória do Rubro-Negro por 2 a 1.


A possibilidade já estava sendo estudada pela diretoria leonina nos últimos dias e o departamento jurídico preparou a ação baseando-se em argumentos que o Tricolor entende ter sido prejudicado. A alegação é que houve erro de direito da arbitragem comandada pelo paranaense Paulo Roberto Alves Júnior na jogada que originou o segundo gol do Flamengo.


Em jogada ensaiada, Renê cobrou lateral na área, Vitor Gabriel escorou para trás, e Reinier cabeceou no ângulo. No lance que decidiu o placar aos 43 minutos, o time da casa reclamou de uma segunda bola em campo.


Após a partida, o presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, deu entrevista criticando o desempenho da arbitragem.


“A gente vem vendo o Fortaleza ser roubado jogo após jogo. O árbitro, quando conduz o jogo, a gente percebe. O lateral João Lucas era para ter sido expulso porque fez falta clara em Osvaldo. O escanteio do primeiro gol não existiu, Vitinho chutou em ninguém. O VAR chamou pênalti duvidoso, e o segundo gol deles foi com duas bolas em campo e ainda foram jogadas pela torcida. O torcedor foi lesado, vestiário revoltado. O VAR é uma decepção, vê coisas que não existem”, disse o mandatário.

28 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest