banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Memórias da Rabeca é atração na série Solo Música

Alício Amaral se apresenta dia 22 na Caixa Cultural



O rabequeiro, cantor, ator, bailarino, pesquisador e arte-educador Alicio Amaral é a atração da Série Solo Música na próxima terça-feira, dia 22 de outubro, às 20h na CAIXA Cultural Curitiba. Diretor da Cia Mundu Roda, criada com a atriz e diretora Juliana Pardo, ele mostrará a peça teatral Memórias da Rabeca, espetáculo criado em 2016 e que traz no palco Alício a cantar, tocar rabeca e interpretar diversos personagens. É a primeira vez que a Série Solo Música traz um espetáculo teatral nas 11 temporadas da Série.


“O trabalho de Alício Amaral é surpreendente. É algo raro ver um artista talentoso unir música e teatro no palco, ainda mais tendo como tema um instrumento ligado a cultura popular e a tradição do Brasil”, explica Alvaro Collaço, curador e diretor da Série, que não esconde sua admiração por Memórias da Rabeca e o trabalho de Alício. Ele é músico que canta, toca rabeca e interpreta diversos personagens. E a peça é um retrato único e particular acerca do instrumento, tendo a rabeca literalmente como centro do espetáculo. Não me ocorre a existência de outro espetáculo como este”, diz. Como se trata de monólogo e com música cantada e tocada ao vivo, a peça se encaixou na Série Solo Música. “É linguagem ainda não abordada na Série e também por isso vale muito a pena conhecer este trabalho”, enfatiza Collaço.


Segundo Alcio Amaral e Juliana Pardo, diretores da Cia Mundu Rodá, “Memórias da Rabeca revela as memórias guardadas por sete rabecas e seus guardiões - os rabequeiros brasileiros -, colocando em foco dinâmicas das relações entre indivíduo e rabeca e dando voz a fatos históricos que fazem parte da construção da identidade cultural brasileira. O espetáculo é fruto de intensa pesquisa artística realizada através do intercâmbio com rabequeiros da Cultura Caiçara, Quilombola e Indígena do Litoral Paulista, também por meio de pesquisa histórica sobre rabequeiros que marcaram a música e a poesia no Brasil, e da pesquisa de campo continuada da Cia. Mundu Rodá sobre os rabequeiros do Nordeste Brasileiro (Pernambuco, Alagoas e Rio Grande do Norte)”.


Memórias da Rabeca tem direção artística de Juliana Pardo, que com Alício Amaral concebeu a dramaturgia e escreveu os textos. O figurino e cenário são de Eliseu Weide e o desenho de luz é de Eduardo Albergaria. A iluminação é de Felipe Stucchi de Souza. Alício fez as composições.Na conceçao do espetáculo ele e Juliana tiveram as colaborações de Jussara Miller, Roberta Carreri (Odin Teatret) e Luiz Fiaminghi, além da orientação dos rabequeiros tradicionais Zé Pereira, João Firmino, Agostinho Gomes, Zé Lucas, Carlos Raymundo, Benedito Nunes, Oswaldo Curió, Luiz Paixão, Nelson da Rabeca e Damião.


Serviço

Música: Série Solo Música – Alício Amaral

Local: CAIXA Cultural Curitiba (Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Centro)

Data: 22 de outubro

Horário: terça-feira às 20h

Ingressos: R$ 30 e R$ 15 (meia – conforme legislação e correntistas que pagarem com cartão de débito CAIXA). A compra pode ser feita com o cartão vale-cultura.

Bilheteria: (41) 2118-5111 (De terça a sábado das 12h às 20h. Domingo das 16h às 19h.)

Duração: 80 minutos

Classificação: Não recomendado para menores de 12 anos

Capacidade: 125 lugares (2 para cadeirantes)

27 de novembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Contato

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: 41.8713-4418

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest