banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Justiça revoga prisão de três réus do Caso Daniel

Edison Brittes deve ser o único a permanecer preso até o julgamento



A juíza Luciani Regina Martins de Paula, da 1ª Vara Criminal de São José dos Pinhais, revogou ontem as prisões de David William Vollero, Eduardo Henrique Ribeiro da Silva e Ygor King e mandou suspender o monitoramento eletrônico de Cristiana Brittes. Eles são réus no processo que apura o assassinato do jogador Daniel Côrrea de Freitas.


A decisão acata o pedido feito pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) nas alegações finais, apresentadas na terça (8). No texto, a juíza alega que a decisão acompanha "novos paradigmas" da Lei de Abuso de Autoridade que, segundo a juíza, "demandaria a substituição da custódia cautelar de tais réus por medidas alternativas".


Com a decisão, apenas o empresário Edison Brittes, que confessou ter matado o jogador, continua preso na Casa da Custódia de São José dos Pinhais. O advogado Claudio Dalledone Junior disse que a defesa tentará a liberdade de em breve. “A decisão de momento é de que ele permaneça preso, respeitamos, mas vamos buscar sua liberdade também. O processo está maduro, a instrução está encerrada e ele não oferece risco algum ao curso do processo. Brittes confessou seu ato, não se furta as atitudes tomadas, merece responder em liberdade”, concluiu o criminalista.

4 de dezembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Contato

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: 41.8713-4418

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest