banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Balé Teatro Guaíra viaja para apresentar coreografias icônicas

Além das apresentações, ocorreram oficinas técnicas e artísticas e uma exposição itinerante

Como parte das celebrações do cinquentenário da companhia, o Balé Teatro Guaíra foi convidado a se apresentar em Londrina, Jaraguá do Sul (SC) e Uberlândia (MG) no mês de outubro. Em 2019, o BTG completou 50 anos com uma Mostra de Repertório, que incluiu coreografias icônicas como O Segundo Sopro e O Grande Circo Místico.


No primeiro semestre, o grupo fez uma turnê especial pelo Paraná e nos últimos meses apresentações em outros estados, como São Paulo e Rio Grande do Norte. Dessa vez, os espetáculos acontecem em Londrina, em 3 de outubro, em Jaraguá do Sul no dia 25 e Uberlândia no dia 29.


Já no início do planejamento das ações do cinquentenário a direção do Centro Cultural Teatro Guaíra incluiu viagens pelo Paraná. “O BTG é um patrimônio do Estado e a comemoração não seria completa se a companhia não estivesse junto aos paranaenses”, diz a diretora do Centro Cultural Teatro Guaíra, Mônica Rischbieter. Entre junho a agosto de 2019, o BTG fez uma grande turnê pelo Paraná e dançou em Ponta Grossa, Campo Mourão, Cascavel, Maringá, Guarapuava, Paranaguá e Foz do Iguaçu.


Além das apresentações, ocorreram oficinas técnicas e artísticas e uma exposição itinerante. Em setembro ocorreu ainda a Plataforma Novos criadores, com coreografias contemporâneas voltadas à formação de plateia.


Cerca de 25 mil pessoas participaram da celebração dos 50 anos do Balé Teatro Guaíra. Foram em torno de 20 apresentações lotadas, 700 horas de ensaios, 10 mil quilômetros percorridos e seis meses de planejamento. O cinquentenário do BTG é um projeto que envolveu a participação de 300 profissionais do Governo do Estado, Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura, Centro Cultural Teatro Guaíra e TV Paraná Turismo.


O BTG, criado em 1969, é a terceira companhia pública mais antiga do país. Em 50 anos de história, foram dançadas aproximadamente 150 coreografias, com a passagem de grandes nomes da dança nacional, como Ana Botafogo, que estreou no Guairão como solista, e Carlos Trincheiras, coreógrafo de O Grande Circo Místico, maior sucesso do balé brasileiro. Atualmente tem 23 bailarinos.


Em maio deste ano aconteceu a Mostra de Repertório para celebrar os 50 anos do Balé Teatro Guaíra. Foram apresentados os seguintes balés: A Sagração da Primavera, com participação da Orquestra Sinfônica do Paraná, Carmen e O Segundo Sopro, conhecido carinhosamente pelo público como balé das águas.


Houve ainda uma homenagem para O Grande Circo Místico. Foram apresentados a abertura, os duetos de Beatriz e Lily Braun e a carreira, última cena da versão original. Esse repertório foi escolhido por ser o mais icônico da história da companhia. O Circo foi criado por Edu Lobo e Chico Buarque especialmente para o Balé Teatro Guaíra e estreou em 1983. Foi um divisor de águas e projetou o BTG nacional e internacionalmente – foram em torno de 200 apresentações, uma delas lotou o Maracanãzinho no Rio de Janeiro.


Serviço: A Sagração da Primavera


Dia 3 de outubro, quinta-feira, às 20h30 Teatro Ouro Verde – Londrina Entrada Gratuita

O Segundo Sopro


Dia 25 de outubro, sexta-feira, às 20h Teatro Scar – Jaraguá do Sul Ingressos: R60 e R30

Carmen


Abertura do 27º Festival de Dança do Triângulo


Dia 29 de outubro, terça-feira, às 20h Teatro Municipal – Uberlândia Entrada gratuita

Fonte/Foto: AEN-PR

29 de novembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Contato

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: 41.8713-4418

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest