Protesto contra morte de jovens termina em confronto com a PM

Policiais deram tiros de borracha em manifestantes

O protesto contra a morte de quatro jovens pela Polícia Militar, no Parolin, terminou em confronto na noite de sábado. O grupo de aproximadamente 70 pessoas levou tiros de borracha da polícia durante a manifestação que interditou a Rua Brigadeiro Franco, com pneus queimados.


A assessoria de imprensa da Polícia Militar do Paraná distribuiu nota dizendo que agiu com técnica e de maneira imparcial durante a manifestação. Segundo a nota, os policiais só reagiram com balas de borracha, porque foram alvo de agressões dos manifestantes, com pedras e fogos de artifícios.


Dos quatro mortos no confronto de sexta-feira, três eram menores (16, 17 e 15 anos) e um outro jovem de 21 anos.


Os quatro estavam em um carro com alerta de roubo. Segundo informações da PM, o carro onde estavam os rapazes passou em alta velocidade por uma viatura da Ronda Ostensiva de Natureza Especial (Rone) e por isso os policiais resolveram ir atrás. Numa tentativa de abordagem, segundo a PM, o carro fugiu e teria, inclusive, passado por preferenciais, e capotou. Segundo a PM, os jovens desceram atirando. Ainda, de acordo com polícia, no carro foram encontrados três revólveres e uma pistola.

24 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest