Paraná é líder em doação de órgãos para transplante no Brasil

Nos primeiros oito meses de 2019 foram realizados 1.147 transplantes



A estrutura eficiente do Governo do Estado e a solidariedade dos paranaenses fazem do Paraná líder nacional em doação de órgãos. Nos primeiros oito meses de 2019 foram realizados 1.147 transplantes (órgãos e córneas). Em todo o ano passado foram 1.879 e no acumulado dos últimos oito anos (2011-2018) o Estado alcançou 9.206 intervenções.


O resultado é fruto do trabalho integrado da Secretaria da Saúde e do Sistema Estadual de Transplantes, que conta com apoio das aeronaves do Governo Estadual e foi destacado nesta sexta-feira (27), Dia Nacional de Doação de Órgãos e Tecidos.


Com mais de dois mil paranaenses aguardando uma doação, o Estado registra neste ano o menor índice de recusas familiares em entrevistas para doação de órgãos no País, com apenas 24% que não aceitaram doar algum tipo de órgão de algum parente.


“Uma única pessoa doadora pode salvar até dez vidas. Possuímos cinco vezes mais chances de precisar de um órgão do que efetivamente conseguir um doador”, afirma o secretário estadual da Saúde, Beto Preto. “Falar sobre doação, comunicar os familiares sobre esse desejo, é um ato de amor ao próximo. O Governo do Estado está comprometido com a população paranaense em se manter líder no ranking de transplantes”, ressalta ele.


“Graças à generosidade da população paranaense, que se dispõe a autorizar a doação de órgãos, continuamos na liderança nacional de doações e temos como principal objetivo reduzir ainda mais o tempo de espera por um transplante”, complementa a coordenadora do Sistema Estadual de Transplantes, Arlene Terezinha Cagol Garcia Badoch.


MAIS QUE A MÉDIA - A média nacional de doações de órgãos é de 17 pmp (partes por milhão da população), enquanto o Paraná fechou o primeiro semestre deste ano com 41,1 pmp. O salto estadual entre 2010 e 2018 foi de 600%: o Estado tinha 6,8 doadores pmp no começo da década e atingiu 47,7 pmp no ano passado, liderando o ranking de doações no país.


O Paraná também liderou o ranking de transplante de órgãos (outro parâmetro de dados) em 2017 e 2018, com 81,5 pmp e 90,9 pmp, respectivamente. A média nacional é de 41,9 pmp. O Estado foi o campeão no transplante de fígado e de rim no último ano.

25 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest