Cai o número de “fura catracas” no transporte de Curitiba

Números foram divulgados pelo Sindicato das Empresas de Ônibus



Em agosto, 3.713 invasões ao transporte coletivo foram registradas pelas empresas de ônibus. Esses números representam redução de 9% em relação a novembro do ano passado, quando foram 4.068 situações envolvendo os chamados “fura-catracas”. Os dados são da primeira Operação Fura Catracas, realizada de 5 a 11 de agosto, e foram divulgados pelo Sindicato das Empresas de Ônibus de Curitiba (Setransp) na manhã de ontem.


O prejuízo gerado por essas invasões no transporte coletivo chega a R$ 6,1 milhões no ano, cerca de R$ 600 mil a menos do que o registrado em novembro de 2018.


O diretor-executivo das Empresas de Ônibus de Curitiba, Luiz Alberto Lenz César, explica que esse prejuízo impede até que novos ônibus biarticulados entrem em circulação na cidade. Ele lembra que essa prática interfere diretamente na passagem de ônibus.


O levantamento mostrou também que, levando-se em conta apenas as estações-tubo alvos da Operação Fura-Catraca e em dois meses de projeto, a diminuição das invasões foi mais significativa, de 2.617 invasões diárias em novembro de 2018 para 2.163 em agosto deste ano, baixa de 17%.

Publicidade

Últimas Notícias

banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

28 de Janeiro de 2021

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

   CONTATO:

         E-mail: redacao@jornale.com.br

         CEL: (41) 9.9978-9956

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest
  • Tumblr Jornale