Governo desiste de acabar com licença-prêmio de servidores

Deputados pediram vistas e adiaram a votação pela terceira vez



O governo do Paraná desistiu de acabar com a licença-prêmio para os servidores públicos. A notícia veio através do deputado Tiago Amaral (PSB), vice-líder do governo e relator do projeto, que anunciou uma nova versão do projeto, que apenas muda as regras para os benefícios.


Hoje, os funcionários públicos estaduais têm direito a três meses de licença remunerada a cada cinco anos trabalhados. Quando não tiram essa licença, eles podem receber o equivalente em dinheiro.


No início de setembro, o governo encaminhou à Assembleia um projeto que previa a extinção do benefício já para os atuais servidores, e a quitação do passivo das licenças-prêmio, que segundo o Executivo, chegaria a quase R$ 3 bilhões. Os sindicatos dos servidores reagiram e pressionaram os deputados a derrubarem a proposta, afirmando que ela representaria uma perda de direitos para a categoria.

Publicidade

Últimas Notícias

banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

22 de Janeiro de 2021

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

   CONTATO:

         E-mail: redacao@jornale.com.br

         CEL: (41) 9.9978-9956

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest
  • Tumblr Jornale