Seis procuradores pedem desligamento da Lava Jato

Procuradores alegam 'grave incompatibilidade de entendimento'



Seis procuradores pediram desligamento da Operação Lava Jato na Procuradoria-Geral da República. Eles faziam parte do grupo que investigava políticos com foro privilegiado na operação.

O pedido de desligamento é motivado, segundo eles, por “grave incompatibilidade de entendimento dos membros desta equipe com a manifestação enviada pela PGR ao STF”. A manifestação está sob sigilo, mas envolve a delação do empreiteiro Léo Pinheiro, da OAS.


Prezados colegas,


Devido a uma grave incompatibilidade de entendimento dos membros desta equipe com a manifestação enviada pela PGR ao STF na data de ontem (03.09.2019), decidimos solicitar o nosso desligamento do GT Lava Jato e, no caso de Raquel Branquinho, da SFPO. Enviamos o pedido de desligamento da data de hoje.


Foi um grande prazer e orgulho servir à Instituição ao longo desse período, desempenhando as atividades que desempenhamos. Obrigada pela parceria de todos vocês.


Nosso compromisso será sempre com o Ministério Público e com a sociedade.


Raquel Branquinho

Maria Clara Noleto

Luana Vargas

Hebert Mesquita

Victor Riccely

Alessandro Oliveira

Últimas Notícias