No WhatsApp, caminhoneiros ameaçam nova greve

Nova tabela de fretes não agradou a categoria



Quase dois mil caminhoneiros estão organizados em outros 15 grupos do aplicativo WhatsApp criados para discutir uma possível paralisação da categoria a partir desta segunda-feira (22). Eles estariam contrariados com a resolução da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) que estipulou a nova tabela de preços mínimos do frete rodoviário, divulgada na última quinta-feira, 18, com valores abaixo dos esperados. A tabela entrou em vigor neste sábado (20).


A realização da paralisação não é consenso entre os participantes. Parte dos grupos é refratária à ideia por conta da dificuldade financeira que teriam com os dias sem trabalhar.


Segundo os jornais ‘Folha de S. Paulo’ e ‘O Globo’, o caminhoneiro Wanderlei Alves, o Dedeco, disse que recebeu do ministro da Infraestrutura, Tarcisio Gomes de Freias, uma confirmação de que a tabela do frete seria suspensa nesta segunda-feira (22), devido à reação da categoria. Dedeco, que é do Paraná, foi um dos líderes da paralisação dos caminhoneiros em 2018. Desta vez, contudo, ele disse que não faz parte desses grupos que estariam articulando a greve.


“Conversei com o ministro por telefone hoje (domingo), assim que ele terminou a reunião com a ANTT (Agência Nacional dos Transportes Terrestres). Amanhã (segunda) vão suspender a resolução. E na terça-feira (23) sai no Diário Oficial”, disse Dedeco, a ‘O Globo’.


O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, deve se reunir com representantes de caminhoneiros e outras entidades afetadas pela nova tabela de fretes na próxima semana. Inicialmente a reunião está marcada para a quarta-feira, 24.


Os administradores dos novos grupos negam ser articuladores do movimento, ao mesmo tempo em que algumas lideranças que tomaram a dianteira durante a paralisação de 2018 não estão em nenhum deles. Os grupos estão organizados por estados.

20 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest