Traiano diz que não votará reajuste para demais poderes

Governo mantém posição de reposição zero para o funcionalismo


Traiano diz que não votará reajuste para demais poderes

Em meio à ameaça de greve dos servidores públicos estaduais do Executivo a partir de hoje, o presidente da Assembleia Legislativa, Ademar Traiano (PSDB), confirmou que já recebeu os projetos de reposição salarial dos funcionários do Tribunal de Justiça, Ministério Público e Tribunal de Contas do Estado, de 4,94%, relativa à inflação de abril de 2017 a maio de 2018. Traiano afirmou, porém, que se o governo do Estado mantiver a decisão de reajuste zero para os servidores do Executivo, não vai colocar a reposição dos funcionários dos demais poderes - incluindo do Legislativo - em votação.


"Os poderes já encaminharam as mensagens à Assembleia. Como presidente da Casa, vou segurar essas matérias para uma discussão com o Poder Executivo, ouvindo o governador, as dificuldades que ele tem para aplicar a reposição salarial. Se o governo não propor nada em relação à reposição salarial, eu não vou pautar nenhuma das mensagens dos demais poderes. Acho que temos que dar um tratamento igualitário a todos", disse Traiano. "Eu não vou pautar essas matérias", afirmou.


Na semana passada, o líder do governo na Assembleia, deputado Hussein Bakri (PSD), já havia dito que a tendência entre os parlamentares era não aprovar reajuste para os servidores dos demais poderes, caso o Executivo mantivesse o congelamentos dos salários de seus funcionários.

Últimas Notícias