Assembleia debate limite de 20% no Ensino a Distância para Saúde

Audiência pública foi proposta pelo deputado Michele Caputo



Estabelecer o limite máximo de 20% da carga horária dos cursos de graduação na área de saúde pela modalidade de Ensino a Distancia (EAD). Este será o debate da audiência pública, proposta pelo deputado Michele Caputo (PSDB), que acontece na terça-feira (25) no Plenarinho da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep). “Não sou contra o ensino a distância, mas contra a distância do ensino”, afirma o parlamentar.


Ainda de acordo com Caputo, instituições de ensino paranaenses oferecem cursos com 100% na modalidade a distância. “Foram identificadas mais de um milhão de vagas nos 14 cursos da área da Saúde”, pondera. Ele esclarece que o ensino a distância, regularizado pela Lei Federal n.º 9.394/1996, facilita o acesso da população aos cursos técnicos e de graduação. Porém, “pode também prejudicar a formação de profissionais da saúde, sabendo que estes devem, desde a sua formação, atuar de forma direta com os pacientes”, explica, justificando a importância da audiência, que deve contar com a presença dos conselhos regionais da área e entidades representativas do segmento.

22 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest