Pai de terapeuta confessa o assassinato da filha

Corpo de Aline Nadolny foi encontrado em Piraquara



O pai da terapeuta ocupacional Aline Miotto Nadolny, de 27 anos, foi preso preventivamente - por tempo indeterminado - nesta quinta-feira (13), em Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba. Ela foi encontrada morta, em 6 de junho, ao lado da Colônia Penal Agrícola de Piraquara.


Pela manhã, Luiz Carlos Nadolny, de 48 anos, prestou depoimento à polícia e confessou o crime. A motivação, segundo ele, foi um problema familiar. O corpo da terapeuta foi encontrado pelo marido. Ele relatou à polícia que a mulher tinha desaparecido na manhã do mesmo dia.


O corpo da jovem tinha sinais de violência, com ferimentos no rosto. Conforme a polícia, ela foi enforcada com um cachecol, que pertencia à vítima.

27 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest