Romanelli diz que tema Escola sem Partido está esgotado

Deputado argumenta que matéria é inconstitucional




Em entrevista ao Plural, o deputado Romanelli (PSB) disse nesta quinta-feira, 30, que a discussão sobre o projeto Escola sem Partido se esgotou na Assembleia Legislativa. Na terça-feira, 28, requerimento de Romanelli foi aprovado pela maioria dos deputados e retirou o projeto da pauta por 10 sessões.


“Esgotou esse tema aqui”, disse Romanelli à repórter Mauren Luc. “Ele não é de competência deste Legislativo e é inconstitucional. Há um convencimento de que o projeto é impróprio e tenho a convicção de que a Alep nunca o aprovará, pois há muitos aqui de bom senso e razoáveis, que honram os bons argumentos. Todos sabem que um projeto como esse não vai melhorar em nada o processo ensino-aprendizagem, pelo contrário, isso só leva ao acirramento de posicionamento e de ânimos”, ressaltou deputado.


Romanelli disse ainda que a apresentação do requerimento foi a forma que encontrou para acolher os apelos de muitos colegas que apresentaram a intenção de não votar a respeito. “Não há uma única lei de Escola sem Partido em vigor no país. Nesse momento, precisamos focar no que é importante para mudar a realidade do país e retomar o processo de crescimento.”


Segundo Romanelli, há muita desinformação. “O projeto foi colocado contra a esquerda, a doutrinação, a ideologia na sala de aula, quando na verdade isso é uma grande bobagem, um grande faz de conta, pois isso vai abalar a relação de confiança entre o professor e o estudante. Temos que respeitar a Constituição, que traz um pluralismo pedagógico expressado de forma muito objetiva”, afirma.

19 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest