Biblioteca do século XXI alia diferentes linguagens e mundo digital

Projeto arquitetônico explora uso de tecnologia



Esqueça aquela concepção de um ambiente silencioso e focado nos livros. A biblioteca do século 21 explora diferentes linguagens e ambientes multifuncionais para atender a demanda dos alunos. O centenário Colégio Marista Paranaense, por exemplo, construiu uma nova biblioteca em sua sede, focando em ambientes multifuncionais, acervos digitais e, principalmente, no protagonismo e colaboração dos estudantes.

De acordo com Caroline Serqueira, gerente de Tecnologia da Rede Marista de Colégios, o objetivo do espaço é aperfeiçoar o acompanhamento e o desenvolvimento do estudante moderno, que não aprende mais somente com os livros, mas de muitas outras formas. “A biblioteca há muito deixou de ser aquele espaço de silêncio extremo. Atualmente o conhecimento deve ser partilhado, discutido, colaborativo e a biblioteca tem que propiciar essas experiências”, acredita.

Inaugurado em 1º de abril, o novo espaço está à disposição dos alunos do Colégio Marista Paranaense desde o início do ano letivo em 2019. Com salas inovadoras, o foco está na aprendizagem e nos diferentes processos utilizados por crianças de todas as idades.

24 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest