banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Paraná Clube é surpreendido pelo Operário

Tricolor jogou com um a menos na Vila



No duelo mais aguardado na primeira rodada da taça Barcímio Sicupira, a primeira fase do Campeonato Paranaense 2019, o Paraná Clube tropeçou em plena Vila Capanema ao perder por 1 a 0 para Operário de Ponta Grossa. O Fantasma retorna da Divisão de Acesso no ano que ainda disputará a Série B do Campeonato Brasileiro e desponta como postulante ao título.

O pouco tempo de pré-temporada pesou, tanto fisicamente como tecnicamente para o Tricolor, mas o meia Higor Leite, apesar de admitir as dificuldades, acredita que não servem para justificar a queda em casa na estreia. “Não tem desculpa para aquilo que a gente apresentou. Podemos mais e a gente vai melhorar”, garantiu.

Um dos pouco remanescentes da última temporada, Juninho até deu méritos ao adversário, mas culpou a arbitragem que expulsou o zagueiro Eduardo ainda no primeiro tempo, pelas dificuldades em campo. “O time deles é muito qualificado. O que nos prejudicou foi a expulsão, que na minha opinião não foi. É vida que segue e tentar a vitória no próximo jogo”, ponderou.

O goleiro Thiago Rodrigues acredita que a expulsão atrapalhou, mas já foca o próximo desafio, o Foz do Iguaçu, no meio de semana. “O time começou bem, tivemos um homem a menos, que também dificulta. Mas, Estadual é isso mesmo. Teve o detalhe e os caras aproveitaram. Agora e trabalhar e pesar no próximo jogo”, concluiu.

27 de novembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Contato

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: 41.8713-4418

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest