Polícia do Paraná matou 18% mais em 2018

Levantamento foi realizado pelo Gaeco


Polícia do Paraná matou 18% mais em 2018

As mortes em confrontos com policiais no Paraná aumentaram 18,9% no comparativo entre 2018 e 2017, de acordo com dados divulgados nesta quinta-feira (17) pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR).

Foram 327 mortes por policiais registradas em 2018, ante 275 em 2017, segundo o MP-PR.

O número do ano passado é o maior desde 2015 - quando o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) passou a acompanhar os casos. A estatística representa, em média, uma morte a cada 26 horas.

Em 2018, foram 312 mortes em confronto com policiais militares, 12 em confrontos com policiais civis e três com guardas municipais, conforme o MP-PR. O levantamento não mostra quantos policiais morreram em confronto.

Para o coordenador do Gaeco, Leonir Batisti, o quadro de violência na sociedade tem se acentuado e as polícias se inserem no contexto.

"Lamentavelmente, temos observado um aumento das mortes ano a ano, desde que começamos a fazer essa coleta de dados", afirma.

Segundo ele, a maioria dos casos envolve situações em que os policiais chegam a uma ocorrência ainda em andamento, como assaltos com suspeitos armados. "Mas há também aquelas situações que são duvidosas, para usar um termo bem leve", aponta.

Últimas Notícias