PM lamenta morte de policial durante atendimento na CIC

Erik Norio foi atingido por dois tiros vindos de um beco



O Comando-Geral da Polícia Militar do Paraná está consternado pela morte do soldado Erick Norio, do 23º Batalhão de Polícia Militar (23º BPM), que foi atingido por disparos de arma de fogo quando atendia uma solicitação de perturbação de sossego na Vila Corbélia, na Cidade Industrial de Curitiba (CIC), no início da madrugada desta sexta-feira (07/12). O trabalho para localizar o suspeito está em andamento. O policial estava há sete anos na Corporação, era casado e pai de dois filhos. Foi decretado luto oficial de três dias.

O Comandante do 23º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Nivaldo Marcelos da Silva, disse que a perda do soldado Erick deixa a tropa profundamente comovida com a situação, mas ela ficará firme para não desanimar frente às investidas da criminalidade contra os policiais militares. “Lamentamos profundamente, perdermos mais um policial militar durante o cumprimento do dever, mas continuaremos firmes na nossa missão, ele cumpriu seu juramento até o fim e faremos de tudo para encontrar o autor desse crime bárbaro, afim de que ele seja responsabilizado pelos seus atos”, disse.

O FATO – Segundo informações preliminares do 23º Batalhão, o soldado Erick e o soldado Marcio Moura de Lima foram acionados via COPOM (Centro de Operações Policiais Militares) para verificar uma denúncia de perturbação de sossego na Vila Cida, na Cidade Industrial de Curitiba (CIC). “Ao chegar no endereço os policiais nada constataram sobre perturbação de sossego, mas próximo dali havia uma motocicleta parada que despertou a suspeita da equipe”, disse o tenente-coronel Nivaldo.

Durante o procedimento de checagem da placa de identificação, enquanto um policial militar fazia a avaliação no veículo, o soldado Erick permaneceu fazendo a segurança da área, quando a equipe foi surpreendida com disparos de arma de fogo vindos de um beco. O policial foi atingido por dois disparos (um no tórax, que foi neutralizado pelo colete balístico, e outro na região do pescoço). Rapidamente o companheiro o socorreu, mas o soldado acabou em óbito durante o atendimento médico.

O tenente-coronel Nivaldo explicou ainda que o proprietário da motocicleta foi identificado e o veículo estava regular. Segundo o oficial, um suspeito está identificado e as buscas seguem com apoio de outras unidades da PM da Capital e do Batalhão de Operações Especiais (BOPE).

25 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest