Veja dicas para escolher a iluminação de Natal de forma segura

Abilumi alerta consumidor a checar sempre as informações do fabricante ou importador, como razão social, CNPJ e especificações técnicas



- Uma lâmpada de má qualidade pode trazer sérios riscos à segurança do consumidor. Especialmente nesta época do ano é estar atento ao adquirir outro tipo de produto: a iluminação natalina, ou os famosos pisca-piscas.

Para apoiar o consumidor na hora da compra, a Abilumi (Associação Brasileira de Fabricantes e/ou Importadores de Produtos de Iluminação) reuniu algumas dicas básicas:

- Todas as informações da embalagem têm de estar em português

É imprescindível que a embalagem traga todas as informações em português, desde a correta utilização do produto até as suas especificações técnicas, tais como tensão da rede elétrica a que se destina em Volt (V), a potência máxima do conjunto em Watt (W), os cuidados necessários no uso do produto, o que são, inclusive, exigências do Inmetro (Portaria nº 335/2011) e do Código de Defesa do Consumidor.

- Prefira adquirir os produtos em lojas especializadas Infelizmente, esse tipo de produto se caracteriza principalmente pela informalidade de algumas empresas, que muitas vezes atuam apenas nessa época específica do ano.

- O plug da tomada deve acompanhar o padrão brasileiro Atente-se ao formato do plug da tomada, que deve seguir o padrão brasileiro (três pinos) e trazer também a marca de certificação do Inmetro.

- Preste atenção ao que diz a embalagem

Uma forma de o consumidor se proteger na hora de comprar esses produtos é checando os dados informados pelo importador/fabricante, como razão social, CNPJ, e o contato para atendimento ao cliente. Sem essas informações, o consumidor não vai poder reclamar de algum eventual defeito ou desconformidade.

- Busque produtos de marcas conhecidas no mercado de iluminação As empresas associadas à Abilumi oferecem uma segurança a mais ao consumidor, pois seguem os padrões de qualidade exigidos pelo Inmetro.

- Nunca escolha apenas pelo critério do mais barato

Como em muitas situações do dia a dia, também neste caso o barato pode sair muito caro, pois adquirir um produto de iluminação seguindo apenas o critério do preço mais baixo pode significar levar para casa um produto fora das especificações de segurança, o que acarreta sérios riscos ao consumidor, inclusive o de choque elétrico.

Sobre a ABILUMI

A ABILUMI (Associação Brasileira de Fabricantes e/ou Importadores de Produtos de Iluminação), criada em janeiro de 2005, tem por objetivo congregar e defender os interesses das empresas atuantes no segmento de importação e distribuição de produtos de iluminação. Seus principais esforços são dirigidos para o apoio ao desenvolvimento de normas universais e o aprimoramento dos produtos oferecidos no mercado brasileiro.

A entidade apoia os programas de Eficiência Energética nos diversos organismos governamentais e entidades de classe e coopera com os poderes públicos nos estudos e soluções dos problemas que se relacionem com os interesses e questões de caráter comercial das associadas, como o Ministério das Minas e Energia, Procel e Inmetro, entre outros.

MAIS EM http://www.abilumi.org.br

30 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest