banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Consórcio de vinícolas da Itália demonstra confiança no mercado brasileiro

Produtores da região de Chianti desembarcam em São Paulo para reuniões com importadores brasileiros, além de degustações para profissionais do setor


Apostando no mercado brasileiro, o Consorzio Vino Chianti desembarcou em São Paulo no este mês com uma comitiva de representantes de 17 de suas mais expressivas vinícolas para uma série de ações que incluem reuniões com importadores de diversos estados do Brasil, além de degustações para profissionais do segmento.

A programação da comitiva incluiu reuniões B2B entre agentes das vinícolas e importadores de São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Rio Grande do Sul, com o objetivo é promover negócios e ampliar a presença dos vinhos de Chianti na América Latina.

Profissionais do segmento de vinhos também puderam participar de degustações conduzidas por enólogos que apresentaram as principais características dos rótulos de Chianti - uma das denominações de vinhos mais famosas e apreciadas da Itália, rica em histórias e sabores.

As vinícolas que integraram a programação de atividades em São Paulo são: Tenuta di Artimino, Camperchi, Villa Travignoli, Cantina Sociale Colli Fiorentini - Valvirginio, Val di Botte, Casa Vinicola Bartali, Podere Marcialla, Vi&Mo - Azienda F.lli Cei, Fattoria L'Arco, Guidi 1929, Il Palazzo, Fattoria Betti, Fattoria Montecchio, Podere dell'Anselmo - Fabrizio Forconi, Vino Sorelli, Pieve de' Pitti e Fattoria Il Muro.

Os vinhos de Chianti

Considerar a história dos vinhos italianos é considerar a história do próprio país. Os vinhos da Itália estão entre os melhores do mundo por conta do solo e clima favoráveis, ampla variedade de uvas e práticas de viticulturas trazidas há milhares de anos pelos gregos, que já conheciam a importância da viticultura quando batizaram a região de "Enotria" ou "Terra dos Vinhos". Além da qualidade, o país se tornou um dos maiores produtores de vinhos no mundo. Em 2017, foi o principal produtor do continente europeu, à frente da França e da Espanha.

Com territórios nas províncias de Florença, Siena, Pisa, Pistoia, Prato e Arezzo, a região de Chianti é uma denominação controlada, ou seja, só podem ser chamados vinhos de Chianti os rótulos elaborados ali e que atendam a determinadas especificidades de microrregiões e envelhecimento. Atualmente, são protegidos pelo Conzorcio Vino Chianti cerca de 3 mil fabricantes, com mais de 15.500 hectares de vinhedos, que produzem 80.000 hectolitros de vinhos Chianti - que tem a uva Sangiovese como uma das responsáveis por seu sucesso. Consorzio Vino Chianti www.consorziovinochianti.it Assessoria de imprensa: CH2A Comunicação Diretora: Alessandra Casolato - alessandra.casolato@ch2a.com.br Coordenadora: Magaly Corgosinho - coordenadoria@ch2a.com.br Atendimento: Kethylin Pinheiro - atendimento2@ch2a.com.br CH2A Comunicação | Tel. (11) 3253.7052 e (11) 9 7641.7472

26 de novembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Contato

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: 41.8713-4418

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest