Morte de jovem pela PM provoca protesto em Curitiba

Moradores do Cajuru queimaram pneus e apedrejaram policiais

Morte de jovem pela PM provoca protesto em Curitiba

Familiares de um jovem de 20 anos, que morreu após ser baleado pela Polícia Militar (PM) na tarde desta segunda-feira (22), protestaram na tarde desta terça-feira (23), no bairro Cajuru, em Curitiba. Eles afirmam que o rapaz foi assassinado por engano.

O jovem foi baleado durante uma abordagem na casa de um primo dele, segundo a PM. Os policiais disseram que atiraram após o jovem revidar com uma arma. Já os familiares afirmam que o rapaz não tinha envolvimento com drogas e que não andava armado.

Durante o protesto, os manifestantes queimaram pneus para interditar um trecho da Rua dos Ferroviários e da Rua Trindade. Houve confronto com a PM, mas ninguém ficou ferido.

A Polícia Militar (PM) disse, em nota, que a ocorrência foi atendida pelos policiais militares do 20º Batalhão de Polícia Militar e que, como de praxe, em toda ocorrência em que há emprego de arma de fogo e pessoas feridas ou em óbito, haverá será feita uma análise por meio de um procedimento interno com o objetivo de verificar todas as circunstâncias do fato e a responsabilidade dos envolvidos.

Últimas Notícias