Justiça marca interrogatório do marido de Tatiane Spitzner

Luis Felipe Manvailer está preso há três meses

A Justiça marcou o interrogatório de Luis Felipe Manvailer, réu pela morte da esposa Tatiane Spitzner, em Guarapuava, na região central do Paraná, para 13 de dezembro. As testemunhas serão ouvidas no mesmo dia e em 11 de dezembro. Ele está preso há três meses.

A decisão, publicada na segunda-feira (22), é da juíza Paola Mancini. As audiências, que deveriam ocorrer em novembro, foram marcadas para dezembro por causa da alteração da denúncia por parte do Ministério Público do Paraná (MP-PR).

No mesmo despacho, a juíza negou o pedido da defesa do réu para que a denúncia fosse considerada improcedente. Os advogados alegaram que "os fatos não estão adequadamente descritos, o que dificulta o exercício da ampla defesa".

Conforme a decisão, "a exposição dos fatos criminosos, a qualificação do acusado e a classificação dos crimes encontram-se devidamente delineados, não havendo motivos justificáveis para que se declare a inépcia da denúncia".

25 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest