Investidores brasileiros buscam segurança financeira no exterior

Procurando fugir da crise vivida no país, brasileiros voltam seus investimentos para as bolsas internacionais.

Investidores brasileiros buscam segurança financeira no exterior

Desde o início do ano, especialistas em investimentos apontavam que o período eleitoral seria de volatilidade no mercado financeiro, não importando qual candidato se saísse melhor ao longo do processo. Isso é um fato comum em anos de eleição. Em um cenário de instabilidade, os brasileiros têm buscado cada vez mais investimentos no exterior como forma de diversificação.

Isso porque, independente de resultados eleitorais, o país deve demorar algum tempo para retomar o crescimento econômico, visto que há muito a ser feito na agenda de reformas.

Há alguns anos sofrendo com recessão e crescimento próximo a zero, além disto a taxa de desemprego atinge quase 13 milhões de pessoas.

“Investir em ativos fora do país é importante porque a diversificação ajuda a trazer proteção para a carteira do investidor”, diz Tiago Reis, fundador da consultoria de investimentos Suno Research.

Mas quais os principais benefícios?

Entre eles, estão: a maior variedade de empresas; maior segurança nos investimentos, visto que a instabilidade do país afeta diretamente nos preços dos ativos; e a ideia de colocar o dinheiro em um mercado mais sólido.

Segundo o Banco Central (BC), em junho de 2018, os brasileiros possuíam mais de 500 bilhões de dólares declarados em investimentos no exterior, montante que representa cerca de 25% do PIB nacional.

Entretanto, é necessário saber como comprar e vender ativos fora do país. Isto porque, por exemplo, a maneira de declarar imposto de renda sobre esse tipo de operação varia. Além disso, é preciso saber a melhor forma de enviar dinheiro para fora do país e como escolher uma corretora de valores de qualidade.

Outra possibilidade apontada por especialistas como um investimento que pode ser seguro em tempos de instabilidade é a compra de câmbio, em especial dólar.

Por outro lado, conforme o mercado nacional passa por uma correção positiva, a tendência é que a moeda estrangeira desvalorize. A compra de ações no exterior, por sua vez, também pode sofrer com uma desvalorização do dólar, mas também está sujeita à valorização do ativo.

Últimas Notícias