Bebê de três meses é o mais jovem doador de órgãos

Rins foram recebidos por menina de 2 anos no RS

Em meio à dor de perder o filho único, a família de um bebê de três meses de idade resolveu dar esperança de vida a outra criança através da doação de órgãos. O bebê tornou-se o doador mais jovem do Hospital Universitário do Oeste do Paraná (HUOP), onde a cirurgia de captação foi realizada. Os rins do bebê foram encaminhados para o Rio Grande do Sul, para serem transplantados em uma menina de 2 anos de idade.

A Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante do HU acompanhou todo o processo de doação, desde a realização do diagnóstico de morte encefálica, conversa com a família do doador e captação dos órgãos. Segundo os médicos que atenderam o caso, o bebê teve morte encefálica por conta de uma parada cardíaca causada por perda acentuada de líquidos.

O secretário de Estado da Saúde, Antônio Carlos Nardi, lembra que toda doação de órgãos precisa ser autorizada pela família, por isso, a sensibilidade das equipes de saúde se torna crucial. “A conversa da família com a equipe de saúde sobre a possibilidade de doação acontece num momento de dor extrema. Mas nossos médicos e enfermeiros do Sistema Estadual de Transplantes têm tido o preparo e empatia necessários para explicar a possibilidade de salvar vidas por meio da doação”, diz Nardi.

22 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest