banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Mulheres são presas suspeitas de usar imobiliária para golpe

Grupo fez mais de 15 vítimas em Araucária

A Delegacia de Araucária cumpriu nesta segunda (17/09) e terça-feira (18/09), três mandados de prisão preventiva contra Marli Teresinha Boçon, de 52 anos, Esmenia Ruiz, de 39 anos, e Wesllayne Karine Silva de Almeida, de 24 anos. Elas são suspeitas de cometerem diversos golpes por meio de uma imobiliária, no bairro Capela Velha, em Araucária. As três responderão pelo crime de estelionato, por terem praticado golpes contra mais de 15 vítimas, causando um prejuízo de mais de R$ 200 mil. Segundo a investigação, elas apresentavam imóveis, que supostamente estariam à venda, e pediam um sinal de R$ 10 a 15 mil aos compradores. Após o pagamento consumado, as mulheres “enrolavam”as vítimas e não entregavam os imóveis. As vítimas denunciaram a ação e as investigações foram iniciadas a fim de cumprir os mandados de prisão. O delegado que investiga o caso, João Marcelo Renk Chagas, ressalta a importância das denúncias para auxiliar no processo de investigação. “Orientamos para que as vítimas de golpes liguem no telefone 3641-6000. A denúncia pode ser realizada de forma anônima e nos ajudará a concluir casos com mais agilidade” finaliza.

29 de novembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Contato

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: 41.8713-4418

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest