Sommelier ensina a preparar drinques com Bebida Brasileira

O Dia da Cachaça está chegando e o Sommelier do Empório Santa Therezinha ensina a preparar drinques com a tradicional bebida brasileira

Sommelier ensina a preparar drinques com Bebida Brasileira

Na próxima quinta-feira, 13 de setembro, comemora-se o Dia Nacional da Cachaça, bebida que atravessa a história firmando-se como autêntica representante da cultura e identidade brasileiras. Para celebrar a data, o sommelier Amauri Sulsbach, responsável pela rede Empório Santa Therezinha, com unidades em Campinas (Parque D. Pedro Shopping), Piracicaba (Shopping Piracicaba) e Ribeirão Preto (Shopping Iguatemi), ensina receitas de dois drinques para serem preparados em casa ou na festa com os amigos.

O Empório Santa Therezinha oferece aos seus clientes uma carta com cerca de 150 cachaças, que podem ser consumidas nas unidades ou levadas pelos clientes. Os rótulos representam a produção de dez Estados: Pernambuco, Bahia, Paraíba, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande Do Sul, Minas Gerais, Pará e São Paulo. Nesta coleção de respeito, destaque para as bebidas exóticas, como as cachaças produzidas com jambu, planta popular no Pará, e várias combinadas com frutas e castanha na composição. Há ainda as raridades, a exemplo da cachaça Armazém Vieira Safira, envelhecida em ariribá e grápia, e Sanhaçu Orgânico, que repousa em tonéis de freijó, a rara madeira própria para o envelhecimento de cachaça.

O Brasil produz cerca de 1,2 bilhões de litros de cachaça por ano e o maior fabricante industrial é o Estado de São Paulo, seguido de Pernambuco, Ceará, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Paraíba. Minas e Rio, vale lembrar, lideram a produção de cachaça artesanal. A bebida brasileira é exportada para mais de 60 países. A Alemanha responde por aproximadamente 30% da importação.

A HISTÓRIA

O Dia Nacional da Cachaça foi instituído em junho de 2009, por iniciativa do Instituto Brasileiro da Cachaça (Ibrac). A data, 13 de setembro, tem significado histórico: nesse dia, no ano de 1661, a cachaça passou a ser oficialmente liberada para fabricação e venda no Brasil. A legalização da bebida resulta de uma revolta popular contra as imposições da Coroa portuguesa. O evento, ocorrido no Rio de Janeiro, ficou conhecido como "Revolta da Cachaça".

Até então, a Coroa portuguesa impedia a produção da cachaça no Brasil, pois ambicionava substituir a bebida pela bagaceira, uma aguardente típica de Portugal.

CURIOSIDADES SOBRE A CACHAÇA

A cachaça tem em média 40% de teor alcoólico e, atualmente, é definida como um produto cultural brasileiro. A bebida tem vários sinônimos, alguns bastante curiosos, como mata-bicho, branquinha, parati, bicha, "água que passarinho não bebe", "marvada", veneno, boa etc.

Receitas de drinques com cachaça

NEGRONI

Ingredientes:

1 dose de cachaça envelhecida em amburana Prosa Mineira Ouro 1 dose de Campari 1 dose de vermute tinto 1 rodela de laranja Cubos de gelo a gosto

Modo de preparo

Misture a cachaça, o vermute tinto, o Campari e os cubos de gelo usando uma colher normal ou do tipo bailarina (utensílio com cabo em formato espiral, indispensável para bartenders profissionais ou amadores). Mexa bem lentamente para integrar os ingredientes e não derreter o gelo. Finalize com a rodela de laranja, que acrescentará sabor e charme à bebida.

HORTA BAIANA

Ingredientes:

60ml de cachaça Rio do Engenho Top 45 Bálsamo 10ml de xarope de ervas (tomilho, salsa, alecrim, aipo e coentro) 20ml de vermute seco

Modo de preparo

É simples. Basta misturar tudo e servir em temperatura ambiente.

Últimas Notícias